icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2013
13:36

Gilson Kleina assina nesta quarta-feira o seu novo contrato com o Palmeiras. O vínculo reformado, e válido até o fim de 2014, fará com que o treinador - se for mantido até o fim - iguale a passagem de Luiz Felipe Scolari, seu antecessor, que comandou o time por 27 meses, a maior entre os últimos que trabalharam no Verdão.

Felipão chegou em junho de 2010 ao Verdão e treinou o time até setembro de 2012. Em sua modesta passagem pelo clube, ele conquistou a Copa do Brasil, em 2012. Após o título, porém, o time entrou em queda livre no Campeonato Brasileiro, e o atual comandante da Seleção Brasileira foi substituído por Gilson Kleina, que acabou rebaixado, mas retornou com o time à elite após o título da Série B.

Antes do pentacampeão mundial, Antônio Carlos Zago foi quem treinou o Verdão, mas apenas por três meses: entre fevereiro e maio de 2010. No período, ele venceu nove partidas, empatou cinco e perdeu outras cinco, mas acabou demitido após o desentendimento com o atacante Robert.

Seu período no clube foi de melhor aproveitamento do que Muricy Ramalho, que chegou em julho de 2009 e saiu do Palmeiras no segundo mês de 2010. Contratado sob grande expectativa, o então tricampeão brasileiro não conseguiu lidar com os desfalques na reta final do Nacional e perdeu o torneio que o time chegou a liderar por muitas rodadas, sem nem uma vaga na Libertadores. Sem embalar no Paulista do ano seguinte, saiu após 34 partidas pelo Palmeiras.

Dentre os técnicos que trabalharam nos últimos cinco anos do clube, Vanderlei Luxemburgo é aquele com melhor aproveitamento. Em 110 jogos, entre janeiro de 2008 e junho de 2009, Luxa conquistou 62,1% dos pontos, além do título paulista. Com o Estadual, ele está junto de Felipão e Kleina como os únicos que conquistaram títulos pelo clube neste intervalo de tempo. Agora, porém, Gilson precisa de uma conquista importante para conseguir ao menos igualar o período de Felipão - e com aproveitamento melhor do que o do antecessor.

Veja os números dos últimos técnicos do Palmeiras:

Gilson Kleina: 14 meses - 81 jogos: 58% de aproveitamento
Luiz Felipe Scolari: 27 meses - 154 jogos: 52,4% de aproveitamento
Antônio Carlos Zago: 3 meses - 19 jogos: 56,1% de aproveitamento
Muricy Ramalho: 7 meses - 34 jogos: 49% de aproveitamento
Vanderlei Luxemburgo: 17 meses - 110 jogos: 62,1% de aproveitamento