icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/07/2014
10:22

Desde a confirmação de Fernandinho como reforço, durante a semana, pulula na menta do torcedor gremista a expectativa pelo uso de um time do Grêmio sem centroavante. Mesmo que não seja o indicado, por ora, por Enderson Moreira, o atacante garante que poderia se adaptar à estratégia, ainda que goste de atuar aberto.

Fernandinho teve seus melhores momentos jogando como ponta. É assim que deve ocupar também uma vaga no Tricolor. No entanto, Enderson testou em algumas oportunidades uma equipe sem Barcos, o mais criticado pela torcida, com Alán Ruiz, Luan, Giuliano e Dudu como jogadores mais avançados.

- Acho que nós temos que nos adaptar de acordo com o que o treinador coloque para o grupo. Esquema com centroavante, tem suas vantagens. Sem centroavante, também. Independente da formação, temos que buscar o nosso objetivo acima de tudo - disse Fernandinho.

O reforço gremista foi, junto com Giuliano, a maior contratação do clube neste momento de parada para a Copa do Mundo. Ambos sabem que terão uma carga de responsabilidade na disputa de Brasileirão e Copa do Brasil a partir de agora.

- Eu vou fazer o máximo para que possa ajudar a equipe do Grêmio da melhor forma. Cada um tem sua responsabilidade e carrega isso, comigo não é diferente. Quero conquistar títulos, é o meu objetivo. Não só eu, mas cada jogador sabe da responsabilidade que carrega. Creio que todos tem a ideia parecida e acho que vai facilitar nossa caminhada - completou o atacante de 28 anos.

Enderson Moreira já deixou claro que tem apreço pelo esquema tático sem a presença de um centroavante fixo. Mas compreende que é difícil implantar isto no Grêmio por conta do status que Barcos tem e a pressão por ele ser titular e que o próprio jogador se coloca por iniciar.