icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2014
08:00

Rogério Ceni, Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato, Luis Fabiano e Kaká. A constelação de craques montada pela diretoria do São Paulo não empolga apenas a torcida. Até mesmo Osvaldo, que poderia perder espaço com as contratações, não vê a hora do reinício do Campeonato Brasileiro para poder jogar com os astros.

- Vivi isso só no videogame e agora estou podendo atuar ao lado dessas feras, como Luis, Rogério, Pato, Ganso. Estou me sentindo uma ave no meio dessas feras. Fico feliz de estar jogando com esses jogadores e quero continuar ajudando sempre - exaltou o camisa 17.

A reunião de tantos jogadores de renome, concluída com a chegada de Kaká, poderia deixar Osvaldo sem espaço no time titular, mas essa não parece ser a intenção da comissão técnica. Desde o período de treinos nos Estados Unidos, o maior garçom do time na temporada com dez assistências mostrou ter a confiança de Muricy Ramalho. O moral com o técnico e a chance de jogar com Kaká deixam o cearense ainda mais animado.

- A volta do Kaká é importante. É um líder e sua história mostra coisas boas. Ele é um cara que já chegou no topo, jogou Copa do Mundo (2002, 2006 e 2010), foi eleito o melhor jogador do mundo (2007). É um privilégio atuar ao lado dele. Já eu tenho que continuar fazendo meu trabalho e quando tiver a bola procurar o Kaká - comemorou.