icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
14:20

Roger Federer (5º do ranking mundial) não resisitiu ao japonês Kei Nishikori (21º) e acabou eliminado nas quartas de final do Masters 1.000 de Miami, nos Estados Unidos. A derrota, porém, não desanimou o tenista de 32 anos, que segue empenhado com o seu bom início de temporada, onde foi campeão no ATP 500 de Dubai e vice no ATP 250 de Brisbane e no Masters de Indian Wells.

- Estou bem no geral. Se olhar em um cenário amplo, desde o início desta temporada, estou bem satisfeito com o meu rendimento - comentou Federer.

Todos os eventos até aqui nesta temporada foram disputados no piso rápido. A partir de agora, porém, Federer já precisa se preparar para a transição para um piso mais lento, o saibro.

O primeiro evento na terra batida será na próxima semana, pela Copa Davis, quando a Suíça enfrentará o Cazaquistão, em Genebra, pelas quartas de final. O time suíço terá Federer e Wawrinka como principais atrações.

Em seguida, Federer terá pela frente torneios da ATP no saibro, como os Masters 1.000 de Monte Carlo, Madri e Roma e o ATP 500 de Barcelona. A temporada no saibro culminará em Roland Garros, segundo Grand Slam do ano, a partir de 25 de maio.

- O saibro é algo que eu sempre curti na minha carreira. Eu gosto das mudanças de continentes e de superfície. Esta será a última grande viagem nos próximos cinco meses e quero me manter bem em Genebra, na próxima semana - disse Federer.

No ano passado, Federer não obteve nenhum título na sequência de torneios no saibro. O seu melhor resultado foi a final do Masters 1.000 de Roma, onde foi derrotado pelo espanhol Rafael Nadal.