icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/11/2013
15:02

Fora de combate desde 4 setembro, quando foi derrotado por Kevin Souza no UFC BH, Felipe Sertanejo já começa a sentir a ansiedade pela volta ao octógono. Um dos lutadores que mais atuou no Brasil - todas as suas cinco apresentações foram no país - o paulista mira novos desafios, e sonha com uma luta no exterior. Desde que estreou no Ultimate, em agosto de 2011, o "Cowboy" brasileiro soma duas vitórias, uma no Rio e uma em Fortaleza; duas derrotas, uma em solo carioca e uma em Belo Horizonte, e um empate, também na capital mineira.

- Sempre falei que lutar no Brasil é melhor. Além do apoio da torcida, não tem muita viagem, fuso horário, nem dificuldade com alimentação e suplementação. Mas acho que já lutei demais aqui, podia dar uma oportunidade a outros atletas, como o Charles do Bronx, por exemplo, que nunca lutou aqui. Também tenho muita vontade de lutar lá fora - revela o atleta.

Em sua última vitória, Sertanejo bateu Pepey, em junho deste ano (FOTO: Divulgação/UFC)

Entretanto, Sertanejo deixa a decisão nas mãos dos executivos do UFC, e caso não consiga a tão almejada oportunidade, já sabe onde quer lutar em 2014.

- Pode ser que minha próxima luta seja em Jaraguá do Sul. O Diego Lima (líder da Chute Boxe) e o Jorge Patino Macaco (líder da Gold Team), já mandaram e-mail para a galera do UFC cogitando essa possibilidade. Quero mesmo é lutar - completa o brasileiro.

Especulou-se que Felipe Sertanejo poderia retornar ao UFC contra Rony Jason, que vem de derrota para Jeremy Stephens no UFC Goiânia. A possibilidade foi descartada com o afastamento de Jason por seis meses, por conta do nocaute e do corte no braço sofrido após a luta. Embora tenha demonstrado interesse em enfrentar o campeão do primeiro TUF Brasil, Sertanejo reforçou que não escolhe adversários.

- O Jason seria uma boa luta, mas não vai acontecer agora. Escolher adversário, no fim das contas, não muda nada. Achei que meu jogo iria casar muito bem contra o Kevin, mas não tive o desfecho esperado, então estou me preparando para qualquer um, pronto para vencer. Já estou treinando pesado há algum tempo e fazendo ajustes para não me sentir tão fadigado como da última vez - conclui o lutador.