icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/04/2014
15:52

No próximo domingo, às 18:30, na Vila Belmiro, o Sport encara o Santos pela estreia do Campeonato Brasileiro. O jogo marca o retorno do Leão à elite do futebol brasileiro e o reencontro de Durval com seu antigo clube.

No Peixe, o zagueiro sério - atualmente da equipe pernambucana - sagrou-se campeão da Copa do Brasil, Copa Libertadores e Campeonato Paulista, virou ídolo e marcou época. Ele, no entanto, humilde e calado, não fala muito a respeito. O resto do elenco rubro-negro é que comenta sobre o defensor e brinca com sua seriedade:

- Para você arrancar uma palavra dele, é muito difícil - falou Felipe Azevedo. - Ele é uma pessoa muito séria. Estou me soltando com ele há uma semana só. A gente até brinca e chama ele de "matutão". É um cara muito calado, mas que tem uma liderança muito grande mesmo assim no grupo Ele é um cara muito modesto também. É multicampeão. A gente até brinca com ele. Eu e Rithely ficamos até nos encostando nele para pegar um pouco desse negócio de ganhar título - brincou o atacante.

Quem também tem grande admiração pelo ex-santista é o técnico Eduardo Baptista, que não poupa elogios ao seu atleta:

- Estou no futebol há 17 anos. Sem dúvida é o melhor zagueiro que já trabalhei. De todos que vi, ele está entre os cinco, eu acho. Não é coincidência ganhar título todo ano. É um cara muito sério e cobra isso dos seus companheiros.

Se títulos não faltaram nos tempos de Vila Belmiro, na Ilha do Retiro também não há esse problema. Mal chegou e já tornou-se campeão da Copa do Nordeste e está próximo de faturar o Pernambucano. O Sport está, neste momento, na final da competição e tem a vantagem do empate.