icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
09/06/2014
16:10

O primeiro coletivo da semana da estreia do Brasil na Copa do Mundo foi realizado na tarde desta segunda-feira na Granja Comary. O técnico Luiz Felipe Scolari voltou a repetir a formação titular que derrotou a Sérvia em amistoso na sexta-feira passada.

Durante a atividade, o técnico parou e insistiu nas jogadas de bola parada. E foi por meio de um escanteio que o primeiro gol saiu. Após cobrança de Neymar do lado esquerdo, David Luiz levou a melhor sobre Jefferson e fez o primeiro.

Logo depois, o camisa 10 causou um susto. Ele caiu sozinho no campo e levou a mão ao tornozelo direito. Rapidamente o atacante foi atendido, firmou o pé no chão e voltou a jogar.

Os titulares ampliaram a vantagem com Hulk. Após bom lançamento de Oscar, o atacante apareceu às costas da zaga formada por Dante e Henrique e chutou com força na saída de Jefferson.

Não demorou muito para a equipe principal golear ainda no primeiro tempo. O terceiro gol foi anotado por Neymar em cobrança de falta da mesma posição em que ele marcou no amistoso diante do Panamá, em Goiânia, na terça-feira passada.

É importante ressaltar que o gol saiu após a segunda tentativa. Na primeira, o camisa 10 jogou por cima. Depois do gol, o atacante efetuou mais dois chutes do mesmo lugar. Um deles bateu na barreira e o outro foi uma jogada ensaiada que determinou o quarto gol.

O zagueiro Thiago Silva fez a ultrapassagem pelo lado direito por trás da defesa e escorou com os pés para Luiz Gustavo, dentro da pequena área, ampliar.

Depois, quando Felipão pediu aos titulares para adiantar a marcação e pressionar a saída de bola dos reservas, Paulinho lançou Fred, que chutou na saída de Jefferson. Era o quinto gol.

BRONCA, DESCANSO E TESTES

O ritmo visto na primeira etapa não foi repetido pelos titulares no segundo tempo do coletivo. Os reservas pressionaram e tiveram maior posse de bola, apostando em jogadas com Maicon pela direita. E foi justamente por falta de cobertura às costas de Marcelo que Felipão deu a primeira bronca. O técnico parou o coletivo e chamou a atenção de Oscar e Hulk em relação à recomposição do setor.

Curiosamente, depois dos gritos do comandante, os titulares quase voltaram a fazer gol. Hulk lançou rapidamente Neymar, que viu Victor adiantado e tocou por cima. A bola, porém, pegou no pé da trave. No rebote, o camisa 10 chutou e o goleiro defendeu.

Felipão, em sequência, poupou o atacante Fred. Ele foi substituído por Jô. O meia Robert, do Fluminense, foi, então, chamado para entrar nos reservas.

Posteriormente, foi a vez de Oscar dar lugar a Henrique, que atuou improvisado como um volante à frente dos zagueiros. Wellington Carvalho, da base do Flu, compôs a zaga ao lado de Dante.

O time reserva teve duas oportunidades de fazer o gol de honra. Uma delas com Hernanes, que cobrou falta no ângulo esquerdo de Julio Cesar, mas o goleiro fez ótima defesa.

No último lance da atividade, os titulares decretaram a goleada com o sexto gol. Neymar fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Marcelo, que simulando um voleio, bateu com força no canto direito de Victor.