icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2014
22:15

O treinador Luiz Felipe Scolari, além de reclamar da violência que Neymar sofreu durante toda a Copa do Mundo, disse acreditar que o camisa 10 da Seleção Brasileira será substituído não por um reserva, mas por toda a torcida e que isso fará a diferença para o Brasil na reta final do Mundial.

- A comissão conversou com ele antes da sua ida para São Paulo. Disse a ele que todos gostaríamos de vê-lo no banco de reservas ou mesmo na torcida, mas isso dependerá da sua recuperação. O que tenho certeza é de que mesmo que o nosso camisa 10 não possa estar presente no estádio, estará representado por 200 milhões  contra a Alemanha no Brasil inteiro - disse Felipão em entrevista para o Jornal Nacional da TV Globo.

O técnico da Seleção lembrou que a lesão do seu principal jogador deixou o grupo muito entristecido em um primeiro momento. Mas que foi o próprio Neymar quem mudou o ânimo dos companheiros.

+ SELEÇÃO BRASILEIRA:
> Candidato à vaga de Neymar leva a pior em dividida e deixa treino
> Substituto de Neymar na Copa do Mundo pode ser um volante

-  Todos sentiram. Neymar é uma de nossas referências e todo o time teve a sensação de que perdemos uma peça muito importante. Mas Neymar foi se animando e isso motivou novamente os atletas. Todos ficaram cientes de que mesmo em qualquer catástrofe podemos fazer algo diferente e buscar a vitória. E é isso que vamos fazer - disse Scolari.

Sobre o substituto do astro contra a Alemanha, rival na semifinal da próxima terça-feira, Felipão desconversou, dizendo que tem várias possibilidades:

- Temos bons jogadores. Willian, Bernard, Ramires; e outras opções pelo meio. Estou muito tranquilo e confiante para a partida diante da Alemanha.

O que Felipão estava mais chateado era com o cartão que tirou o zagueiro Thiago Silva. Reclamou do árbitro, analisando que ele não deveria ter punido o zagueiro por causa de um lance que julgava absolutamente normal. E foi claro: quer contar com o capitão contra a Alemanha e busca todos os recursos, fazendo uma representação na Fifa e pedindo que ela desconsidere o amarelo:

- Queremos a anulação do cartão não porque não confio no Henrique ou no Dante, que são ótimos substitutos. Mas porque luto por qualquer jogador. E que não entendo aquele amarelo que o Thiago levou. Temos de insistir para tê-lo.