icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
03/02/2015
18:21

Buscando atender, pelo menos de alguma forma, o pedido de jogadores e mídia, a Federação Internacional de Tênis divulgou nesta terça-feira o relatório dos exames anti-doping realizados na temporada 2014 e número de testes para cada jogador.



Ao todo foram 1.883 testes de urina em competições (1.038 aos homens e 845 para as mulheres) e outros 300 fora de torneios (169 para homens e 131 para as meninas). Os testes de sangue foram mais frequente fora do período de competições dos atletas onde 1.139 foram verificados diante de 207 em eventos. Os homens receberam 106 em períodos competitivos contra 101 das mulheres e 612 contra 527 das meninas fora de torneios.

 

No masculino, Roger Federer e Novak Djokovic, os dois melhores do mundo, foram os mais testados com sete exames ou mais em competições e fora de competições, o que totaliza ao menos 14.  Rafael Nadal, terceiro colocado e que ficou cerca de dois meses ausente, foi testado de 4 até 6 vezes em competições e sete vezes ou mais fora dos eventos.

 

No feminino, a tcheca Petra Kvitova foi testada também 14 vezes ou mais. Maria Sharapova e Serena Williams tiveram números semelhantes, de 4 até 6 em torneios e 7 ou mais fora. 

 

Entre os brasileiros, Thomaz Bellucci e João Souza, o Feijão, os dois melhores do país, tiveram apenas de 1 até 3 testes durante eventos e nenhum fora. Bruno Soares foi o mais examinado com de 4 até 6 durante torneios e sete ou mais fora. Marcelo Melo teve sete ou mais fora e de 1 até 3 durante torneios.