icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
15:54

O Corinthians entrou no Brasileirão deste ano apontado por muitos como um dos grandes, se não o maior favorito ao título. Porém, a campanha, com dez empates por 0 a 0 e o fato de não ter conquistado a vaga na Copa Libertadores, foi um fiasco. O LANCE!Net listou motivos que levaram o Timão a não corresponder às expectativas. Confira abaixo: 

INVESTIMENTO

O Corinthians investiu R$ 63 milhões para se reforçar com quatro jogadores nesta temporada. O mais caro foi o atacante Pato, contratado do Milan (ITA) por R$ 40 milhões (15 milhões de euros), parcelados até 2015. O zagueiro Gil, ex-Valenciennes (FRA), e o meia Renato Augusto, ex-Bayer Leverkusen (ALE), custaram R$ 9 milhões (3,5 milhões de euros) cada um. Os três chegaram no Corinthians em janeiro. O quarto foi o zagueiro Cleber, ex-Ponte Preta, por quem a diretoria corintiana pagou R$ 5 milhões. Outros reforços, como o goleiro Walter, os volantes Jocinei, Ibson e Maldonado e o lateral-direito e meia Diego Macedo foram contratados sem custo.

AS DECEPÇÕES

A maior delas foi Alexandre Pato. Vice-artilheiro do time na temporada, com 17 gols (um a menos do que Guerrero), o atacante ficou na reserva na maior parte do ano. E foi o maior responsável pela eliminação do Corinthians na Copa do Brasil, ao errar sua cobrança na decisão por pênaltis contra o Grêmio, tentando uma cavadinha diante de Dida. Renato Augusto, principal destaque do time, sofreu muitas lesões e atuou em menos da metade das partidas do Timão no ano. Outros jogadores que foram heróis na Libertadores ou no Mundial de 2012, como Emerson, Danilo e Guerrero, entraram em declínio técnico no segundo semestre.

JOGADORES QUE SE SALVARAM

A defesa do Corinthians funcionou e foi a boa notícia do time na temporada. Gil foi um dos melhores zagueiros do Brasileirão, ao lado de Paulo André. O time sofreu apenas 21 gols em 37 jogos, uma das melhores médias da história do Nacional.

FATORES QUE EXPLICAM O MAU DESEMPENHO

Três fatores principais explicam a decepcionante campanha corintiana no Brasileirão:

1) Lesões de peças-chave como o meia Renato Augusto, o lateral-esquerdo Fábio Santos, o volante Guilherme e o atacante Guerrero.

2) Acomodação pelos títulos da Libertadores e do Mundial no ano anterior. O time perdeu o apetite que tinha em temporadas anteriores.

3) Declínio físico de jogadores com mais de 30 anos, como o atacante Emerson (35), Danilo (34), Douglas (31) e Alessandro (34).

 O QUE MUDARÁ PARA 2014

A principal mudança será no comando técnico. Sai Tite, entra Mano Menezes, campeão da Série B em 2008, que marcou a reconstrução do Corinthians a partir daquele ano, da Copa do Brasil e do Paulistão de 2009. O elenco também passará por mudanças. O lateral e capitão do time, Alessandro, já anunciou que vai encerrar a carreira. Os volantes Ibson e Maldonado devem sair. Outros jogadores, como Danilo, Douglas e Emerson, serão avisados que, se receberem proposta, o clube não se esforçará para mantê-los. E Pato será liberado caso surja uma proposta de 12 milhões de euros. Para substituí-los, a diretoria procura jogadores mais jovens. O lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique (ALE); o meia Éverton e o atacante Marcelo, do Atlético-PR, são alguns dos jogadores que interessam.

COM A PALAVRA
MAURÍCIO OLIVEIRA
EDITOR DE NÚCLEO CORINTHIANS

Definitivamente, o Corinthians NÃO teve um ano de se jogar no lixo. Os títulos do Paulistão e da Recopa Sul-Americana, conquistados sobre os rivais Santos e São Paulo, respectivamente, mantiveram o retrospecto vitorioso do clube em 2011 e 2012 e contribuíram para tornar Tite o técnico mais vitorioso da história do clube.

A decepcionante campanha no Brasileirão e a eliminação na Copa do Brasil, porém, tiraram o Timão da Libertadores de 2014, o que não acontecia desde 2009. Foi este o principal fator para a saída de Tite, por exemplo.

Para o próximo ano, a missão de Mano Menezes é retomar a competitividade do time e fazer o ataque produzir, já que o Corinthians de Tite teve o segundo pior ataque do Nacional, só atrás do lanterna Náutico