icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
23/02/2015
19:12

Sem clima de 'já ganhou', o Rexona-AdeS espera um confronto bastante difícil com o Brasília Vôlei, na próxima terça-feira. A partida será realizada às 19h30, no ginário do Sesi Taguatinga. Apesar de ocupar o primeiro lugar e estar invicta na Superliga 14/15, a equipe comandada por Bernardinho entrará em quadra com muito respeito ao time da capital federal.

O técnico fez questão de lembrar que a classificação da competição é importante, é claro, mas muitas vezes não retrata a qualidade de uma equipe assim como não representa a disparidade entre dois times. Como um bom exemplo o treinador citou Rexona-AdeS e Brasília Vôlei.

- Hoje a posição na tabela não representa o potencial que o Brasília Vôlei possui. É um time que vem fazendo bons jogos. Contra o Sesi, em São Paulo, perderam por 3-2, mas fizeram um jogo duríssimo, desfalcadas da Paula e da Roberta. Antes, já haviam feito um grande jogo contra o Osasco, também fora de casa. Por isso sempre digo que é preciso muito cuidado. Certamente não há essa disparidade que a tabela de classificação pode indicar. Sabemos que enfrentaremos uma equipe de muitas qualidades e que sabe lidar com a dificuldade nas partidas - analisou o técnico do Rexona-AdeS.

Ainda falando sobre o adversário, Bernardinho citou os pontos fortes das principais atletas do Brasília Vôlei. Informações que certamente passará mais detalhadamente para suas jogadoras.

- O Brasília Vôlei mistura bem a experiência de Paula, Erika e Elisângela com a juventude de outras jogadoras, como as levantadoras Ananda e Priscila Heldes. Além disso, conta com boas centrais como a Angélica, que teve na seleção, a Edna, que já esteve conosco e tem muito potencial, além da Michele, outra que já defendeu a seleção e dá equilíbrio à equipe. Jogando em casa, onde o ginásio acaba se tornando um alçapão, esse time se torna ainda mais perigoso - explicou.

O treinador do Rexona-AdeS sabe que sua equipe carrega hoje o posto de time a ser batido. Até por isso, Bernardinho ressalta a necessidade de fazer um bom jogo diante do Brasília Vôlei. Com isso, o time mantém sua bela trajetória na Superliga e ganha confiança para a sequência de ‘decisões’ que virão.

- Ainda precisamos reconquistar nosso ritmo de jogo. Depois do Sul-Americano, jogamos apenas uma partida, tivemos alguns dias de folga e voltamos a trabalhar na semana do Carnaval. Mas ainda precisamos evoluir. Será muito importante estarmos concentrados, com foco para fazermos uma boa partida nesta terça. Estamos entrando na reta final da Superliga e teremos pela frente, na minha opinião, todos os times que estarão nos playoffs da competição. É um momento de grandes desafios e precisamos estar preparados - finalizou Bernardinho.