icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2013
21:27

Nove jogos sem vitória, quatro derrotas consecutivas em casa, troca de farpas entre jogadores e diretoria, um protesto organizado pelas redes sociais e um adversário que está no G4. Ao subir as escadarias do estádio Morumbi, neste sábado, os jogadores do São Paulo vão se deparar com este cenário no confronto diante do Cruzeiro, às 18h30, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Em crise, o clube do Morumbi figura na 14ª posição, com oito pontos, enquanto a Raposa é a quarta colocada, com 12 pontos conquistados.

CRISE TRICOLOR

Com seis derrotas consecutivas, o São Paulo igualou a maior sequência negativa da história. Diante do Cruzeiro, tem a oportunidade de reverter a situação. Após perder o título da Recopa Sul-Americana para o Corinthians, o goleiro Rogério Ceni afirmou que o clube "parou no tempo". Na quinta-feira, o diretor de futebol Adalberto Baptista rebateu o camisa 01, rechaçou a declaração e ainda disse que o jogador tinha uma deficiência na reposição de bola. O depoimento gerou ainda mais turbulência ao já conturbado clima são-paulino.

Para mudar o cenário, o técnico Paulo Autuori contará com dois reforços: o meia Jadson e o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez. Jadson ficou fora dos dois últimos jogos por conta de uma entorse no tornozelo direito, sofrida no último sábado, antes da partida diante do Vitória. Já o argentino, expulso na estreia diante do Bahia, cumpriu suspensão automática e está livre para encarar o time mineiro. Em razão de um cartão vermelho na Libertadores enquanto ainda defendia o Boca Juniors (ARG), o lateral pegou quatro jogos de punição em torneios organizados pela Conmebol e não pôde enfrentar o Corinthians, no jogo de volta da Recopa Sul-Americana.

No setor de criação, Paulo Henrique Ganso será titular ao lado de Jadson. Na frente, Luis Fabiano e Osvaldo. No último encontro entre as equipes, Osvaldo deu a vitória ao Tricolor, por 1 a 0, no estádio do Morumbi.

Nos últimos quatro jogos no Morumbi, Goiás, Corinthians, Santos e Bahia derrotaram o Tricolor. A sequência é a maior de derrotas em casa. Neste sábado, tem a chance de amenizar a crise e dar a volta por cima.

APROVEITA A CRISE PARA SUBIR NA TABELA?

Buscando aproveitar o momento de crise no Tricolor paulista, o Cruzeiro vai para o jogo do Morumbi com o objetivo de dar sequência à boa fase e vencer mais uma partida no Brasileirão. Nem mesmo a freguesia diante do São Paulo e de Rogério Ceni em Campeonatos Brasileiros assusta a Raposa e o goleiro Fábio. O objetivo é alcançar os três pontos fora de casa e se aproximar ainda mais dos líderes da tabela.

Pela segunda vez no Brasileirão, o time celeste não terá mais seu camisa 10, Diego Souza. Diferente do jogo anterior, contra o Náutico, desta vez é Ricardo Goulart que ficará responsável por organizar as jogadas no meio de campo, ao lado de Everton Ribeiro. Embalado pelos últimos gols e assistências, o jogador quer manter o ritmo.

- Todo meia-atacante gosta de dar passe ou fazer gol e comigo também é assim. Sei que é difícil manter esta sequência, mas vou trabalhar para que seja assim. Agora já temos que pensar no São Paulo. Será mais um jogo difícil, mas temos condições de buscar a vitória fora de casa – falou o novo titular de Marcelo Oliveira.

Com a volta de Luan, suspenso no jogo anterior, o Cruzeiro vai para o jogo com o que há de melhor. O treinador, contudo, não poderá contar com Willian, recém-contratado e ainda não regularizado na CBF.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X CRUZEIRO

LOCAL: estádio do Morumbi, em São Paulo
DATA/HORÁRIO: 20/7/2013, às 18h30
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes (SC)
ASSISTENTES: Kleber Lucio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Clemente Rodríguez; Denilson, Rodrigo Caio, Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Paulo Autuori.

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio. Nilton, Souza, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart. Luan e Vinícius Araújo. Técnico: Marcelo Oliveira.

Nove jogos sem vitória, quatro derrotas consecutivas em casa, troca de farpas entre jogadores e diretoria, um protesto organizado pelas redes sociais e um adversário que está no G4. Ao subir as escadarias do estádio Morumbi, neste sábado, os jogadores do São Paulo vão se deparar com este cenário no confronto diante do Cruzeiro, às 18h30, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Em crise, o clube do Morumbi figura na 14ª posição, com oito pontos, enquanto a Raposa é a quarta colocada, com 12 pontos conquistados.

CRISE TRICOLOR

Com seis derrotas consecutivas, o São Paulo igualou a maior sequência negativa da história. Diante do Cruzeiro, tem a oportunidade de reverter a situação. Após perder o título da Recopa Sul-Americana para o Corinthians, o goleiro Rogério Ceni afirmou que o clube "parou no tempo". Na quinta-feira, o diretor de futebol Adalberto Baptista rebateu o camisa 01, rechaçou a declaração e ainda disse que o jogador tinha uma deficiência na reposição de bola. O depoimento gerou ainda mais turbulência ao já conturbado clima são-paulino.

Para mudar o cenário, o técnico Paulo Autuori contará com dois reforços: o meia Jadson e o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez. Jadson ficou fora dos dois últimos jogos por conta de uma entorse no tornozelo direito, sofrida no último sábado, antes da partida diante do Vitória. Já o argentino, expulso na estreia diante do Bahia, cumpriu suspensão automática e está livre para encarar o time mineiro. Em razão de um cartão vermelho na Libertadores enquanto ainda defendia o Boca Juniors (ARG), o lateral pegou quatro jogos de punição em torneios organizados pela Conmebol e não pôde enfrentar o Corinthians, no jogo de volta da Recopa Sul-Americana.

No setor de criação, Paulo Henrique Ganso será titular ao lado de Jadson. Na frente, Luis Fabiano e Osvaldo. No último encontro entre as equipes, Osvaldo deu a vitória ao Tricolor, por 1 a 0, no estádio do Morumbi.

Nos últimos quatro jogos no Morumbi, Goiás, Corinthians, Santos e Bahia derrotaram o Tricolor. A sequência é a maior de derrotas em casa. Neste sábado, tem a chance de amenizar a crise e dar a volta por cima.

APROVEITA A CRISE PARA SUBIR NA TABELA?

Buscando aproveitar o momento de crise no Tricolor paulista, o Cruzeiro vai para o jogo do Morumbi com o objetivo de dar sequência à boa fase e vencer mais uma partida no Brasileirão. Nem mesmo a freguesia diante do São Paulo e de Rogério Ceni em Campeonatos Brasileiros assusta a Raposa e o goleiro Fábio. O objetivo é alcançar os três pontos fora de casa e se aproximar ainda mais dos líderes da tabela.

Pela segunda vez no Brasileirão, o time celeste não terá mais seu camisa 10, Diego Souza. Diferente do jogo anterior, contra o Náutico, desta vez é Ricardo Goulart que ficará responsável por organizar as jogadas no meio de campo, ao lado de Everton Ribeiro. Embalado pelos últimos gols e assistências, o jogador quer manter o ritmo.

- Todo meia-atacante gosta de dar passe ou fazer gol e comigo também é assim. Sei que é difícil manter esta sequência, mas vou trabalhar para que seja assim. Agora já temos que pensar no São Paulo. Será mais um jogo difícil, mas temos condições de buscar a vitória fora de casa – falou o novo titular de Marcelo Oliveira.

Com a volta de Luan, suspenso no jogo anterior, o Cruzeiro vai para o jogo com o que há de melhor. O treinador, contudo, não poderá contar com Willian, recém-contratado e ainda não regularizado na CBF.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X CRUZEIRO

LOCAL: estádio do Morumbi, em São Paulo
DATA/HORÁRIO: 20/7/2013, às 18h30
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes (SC)
ASSISTENTES: Kleber Lucio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Clemente Rodríguez; Denilson, Rodrigo Caio, Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Paulo Autuori.

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio. Nilton, Souza, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart. Luan e Vinícius Araújo. Técnico: Marcelo Oliveira.