icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
15/06/2014
21:12

Embora desconverse sobre ter recebido propostas de clubes europeus, Rodrigo Caio não esconde o sonho de atuar na Europa em um futuro não muito distante. Antes de deixar o Morumbi, no entanto, o garoto revelado em Cotia garante que pretende colocar o nome na história do São Paulo com títulos por dois objetivos: realizar um sonho no time do coração e encontrar propostas melhores.

- Sou são-pulino roxo e quero permanecer. Quero fazer história aqui, conquistar títulos, que é o mais importante. Não adianta sair e voltar logo. Quero ir para ficar, ser reconhecido. Não chegou nada concreto. Tenho de pensar no São Paulo e saber se tenho de jogar aqui para chegar na Europa. Com certeza eu fazendo bons jogos meu nome vai ser falado lá fora e eu vou conseguir jogar lá - afirmou o zagueiro.

Beque com a camisa tricolor, Rodrigo foi eleito o melhor jogador do Torneio de Toulon com a Seleção Brasileira sub-21 atuando como volante a pedido do técnico Alexandre Gallo. De volta ao Tricolor, ele espera se destacar individualmente para ajudar os companheiros no Campeonato Brasileiro e buscar ofertas melhores do que as de Arsenal (ING) e Monaco (FRA), que foram veiculadas na Europa.

- Eu fui disposto a dar meu máximo em Toulon. Tinha que mostrar meu potencial e sabia que dependia só de mim. Fiquei muito feliz com o que fiz e com as notícias. Procuro ter os pés no chão, porque sei que se fizer as coisas certas em campo, fora vai dar também. Vou fazer meu papel agora no São Paulo, voltar a jogar bem, porque assim aparecem coisas melhores - afirmou, deixando em aberto seu futuro.

Na última semana, o LANCE!Net revelou que a diretoria do São Paulo já admite a possibilidade de negociar Rodrigo Caio. A intenção é fazer do zagueiro de 20 anos um novo Lucas, que rendeu R$ 81 milhões aos cofres tricolores em 2012 quando se transferiu para o Paris Saint-Germain (FRA).