icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
20/11/2014
13:49

Após ter sua saída da Ferrari a partir do ano que vem, Fernando Alonso concedeu entrevista coletiva em Abu Dhabi, nesta quinta, onde se prepara para a última corrida da temporada, neste domingo, que marcará também a despedida dele da escuderia italiana. De acordo com o piloto espanhol, ele vinha amadurecendo a ideia de trocar de equipe há algum tempo. Segundo ele, houve entendimento de que esta seria uma decisão acertada para ambos os lados, mesmo que ele ainda tivesse contrato para cumprir.

- Certamente, você precisa saber o momento certo para sair. Não foi um momento especial do ano que me fez abrir os olhos. E realmente senti que era hora de buscar coisas novas. Eu expressei o meu desejo de sair em setembro e eles entenderam. Foram compreensivos neste ponto porque eu tinha mais dois anos de contrato. Eles entenderam a minha posição, me ouviram e acho que esse foi o melhor caminho para ambas as partes. Agora, espero poder lutar por posições melhores e vitórias no futuro", completou.

Bicampeão, Alonso não conseguiu o tão sonhado tri na escuderia vermelha. Sem enxergar grandes perspectivas no time, o espanhol reafirmou que o melhor caminho seria a troca.

- Como eu disse, no ano passado, eu já tinha algumas dúvidas sobre 2014. Eu sabia que teríamos uma grande mudança no regulamento, então pensei que a melhor forma de avaliar a situação toda era entender como a Ferrari iria trabalhar com os motores V6. Eu sempre tive uma relação muito próxima com o presidente Luca di Montezemolo, nós conversávamos toda a semana e, mais ou menos, tínhamos acordado que, se não fossemos competitivos, então poderia pensar em outras opções - disse Alonso, agradecendo aos italianos pelo tempo que ficou na escuderia:

- Eu preciso agradecer muito a Ferrari por isso, porque eles poderia ter dito não, mas entenderam que era o melhor para as duas partes.

Com a saída de Alonso, o alemão Sebastian Vettel foi anunciado pelos italianos como novo piloto da equipe a partir do ano que vem. É possível que o espanhol vá para a McLaren. Na Ferrari, Alonso corria desde 2010.