icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/11/2014
17:46

A viagem de cerca de 4h para Belém ao invés da 1h40 que geralmente é gasta para ir a Goiânia não atormenta os jogadores do Corinthians. A decisão do Goiás de mandar o duelo da 35ª rodada do Brasileirão no Mangueirão, e não no Serra Dourada, teve motivação financeira, mas deve fazer com que a maioria do público paraense presente no estádio seja torcedor do Corinthians. De volta ao Estado da Região Norte após nove anos, o Timão deseja contar com a força da torcida para deixar de lado quaisquer reclamações sobre a longa viagem que o grupo fará nesta terça-feira.

- Faz muito tempo que o Corinthians não joga lá. Esperamos que o público maior seja do Corinthians, porque temos de nos sentir em casa e trazer o público para nós. Mas o mais importante é o resultado final. Sabemos que é desgastante a maratona de jogos, mas isso tem de ficar de lado. Temos de nos concentrar, descansar bem, alimentar, para fazer um bom jogo e esse fator não nos atrapalhar - afirmou o lateral-direito Fagner, que atuará ao lado de uma defesa desmantelada pelos desfalques de Fábio Santos e Anderson Martins.

O Corinthians embarca para Belém no fim da tarde, chega na cidade no início da noite e já se concentra para o duelo contra o Goiás, que partiu direto de Porto Alegre para o Norte do país. Uma vitória pode colocar o Timão de volta ao G4 do Brasileiro, já que o Inter, terceiro colocado, tem os mesmos 60 pontos somados e um jogo a mais na tabela. Nesse cenário, até um empate é bom resultado para o time de Mano Menezes.

- Sabemos da responsabilidade do jogo, que esse jogo a mais pode ser favorável, mas temos de ir lá e confirmar o resultado. Se conseguirmos dormir no G4 vai ser importante. Dependendo dos outros jogos pode dar uma tranquilidade também. E pensando para frente temos mais jogos importantes, então conseguir essa sequência boa no final pode nos deixar no G4 definitivamente - disse Fagner, antes de completar o raciocínio mostrando conhecer o time do Goiás.

- Temos de ter total atenção, porque é um time que na frente é muito rápido. Temos de tomar todas as precauções possíveis para conquistar o resultado fora de casa. Quando você não tem mais nada a almejar, como o Goiás, joga sem responsabilidade. Às vezes as coisas acontecem de uma forma mais natural. Temos de saber dessa dificuldade para enfrentar um jogo duro lá - disse.

No primeiro turno, o Corinthians goleou o Goiás por 5 a 2, com três gols de Luciano.