icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/03/2014
09:09



O técnico Mano Menezes não ficou os 90 minutos no banco do Corinthians na derrota por 3 a 2 para o São Paulo, no último domingo, pelo Campeonato Paulista, no Pacaembu. Bastante irritado com o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, ele foi expulso e acabou vendo o restante da partida das cabines. Já mais calmo, ele explicou seus motivos na coletiva de imprensa e prometeu que o fato não voltará a acontecer.

- Achei que ele (o árbitro) não estava apitando igual para os dois lados. Em um lance isolado até erra. Mas vi várias vezes o Luis Fabiano fazendo a carga em cima dos nossos zagueiros, todo mundo sabe que aquilo é falta. Ele não deu nenhuma e depois deu uma da defesa. A gente já estava com dificuldades, se o árbitro ainda empurra o adversário para cima da gente fica mais difícil. No lance da expulsão, eu disse que o auxiliar concordava comigo e falei para ele ter a humildade de escutar o bandeira - explicou.

Perguntado se de algum modo a expulsão teve peso na derrota do Timão, Mano Menezes admitiu que a figura do comandante no banco de reservas é importante, principalmente em jogos importantes como o último clássico.

- A gente não deve exagerar para não sair do lugar. Somos pagos para conduzir a equipe e isso não vai acontecer mais. Temos três auxiliares que sabem de tudo que fazemos, mas a figura do técnico é importante ali, não pode acontecer estas coisas - concluiu.

Fim do Jejum! São Paulo vence o Corinthians no Pacaembu