icons.title signature.placeholder Walace Borges
19/03/2014
16:33

Os cerca de 3.600 metros de altitude da cidade de La Paz, onde o Flamengo encara o Bolívar, nesta quarta-feira, pela Copa Libertadores, pode ser motivo de preocupação para alguns jogadores. Porém, o 4 mil metros, o restante é tranquilo.

- Nada pode ser pior que Potosí (BOL). Se passei daquilo lá vou tirar aqui de letra. A primeira vez que fomos lá foi horrível, muito difícil de jogar mesmo. Passando isso está tudo bem - lembrou o lateral.

O Flamengo atuou duas vezes contra o Real Potosí em duas edições da competição sul-americana. Em 2007, o Rubro-Negro conseguiu um empate em 2 a 2. Porém, em 2012, não superou o time boliviano e perdeu por 2 a 1.

Para o jogo contra o Bolívar, o jogador garante que o importante é o time estar focado no adversário e jogar como se jogava em casa. Para o lateral, o Flamengo não pode apenas esperar.

- O Flamengo está preparado para a partida. Não podemos apenasr olhar eles jogarem e vamos para cima - garantiu o capitão.

Este será o quarto confronto entre as duas equipes. Na primeira partida, em La Paz, em 1983, o Bolívar venceu por 3 a 1. Ainda no mesmo ano, o Rubro-Negro venceu o jogo de volta por 5 a 2. Na semana passada, os times empataram em 2 a 2.