icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
10/07/2014
03:00

Grandes eventos atraem turistas para o local onde ele acontece e, com isso, o caos no trânsito se torna inevitável. Para os organizadores do Pan-Americano de Toronto, em 2015, a meta a ser atingida é de 20% de redução no tráfego. Os planos vão desde trabalhar em casa, até um serviço de vans, para levar as pessoas aos eventos.

- Conversaremos com empresas da região para permitir que seus funcionários trabalhem de casa durante os Jogos, encorajaremos grandes organizações de entrega e logística a considerarem o horário dos eventos em suas viagens, teremos um serviço de vans em muitas comunidades para levar as pessoas aos eventos... - explicou Saad Rafi, presidente do Comitê Organizador, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net. 

Com a Copa do Mundo, em São Paulo, por exemplo, o prefeito da cidade decretou feriado na partida de estreia da equipe, mas, sem repetir isso nas seguintes, o trânsito da capital atingiu níveis acima da média. Após isso, o prefeito decidiu estender o rodízio de veículos das 7h às 20h. Além disso, foi criada uma linha de metrô expresso, do centro da cidade à Arena Corinthians, em Itaquera. Mas o problema no trânsito persistiu.

Em Toronto, está sendo construído um trem, que liga o Aeroporto Internacional de Pearson ao centro da cidade. Cada trem irá parar por outras duas estações e a viagem total do aeroporto ao centro é estimada em 25 minutos. Com isso, a meta é reduzr mais de 1,2 milhões de carros que fazem o mesmo caminho em 12 meses, além de auxiliar 1,8 milhões de passageiros no mesmo período.

- Esse tipo de infraestrutura leva anos para ser construída, mas é algo que o governo está se comprometendo e tem certeza de que estará pronto para os Jogos, com o objetivo de melhorar o trânsito na região e tornar os transportes mais eficientes - comentou o Ministro do Esporte, Cultura e Turismo da Província de Ontario, Michael Coteau, ao LANCE!Net.

Outro problema enfrentado com a Copa do Mundo, foi a distância entre as cidades-sede e a falta de estrutura hoteleira. Para os Jogos em Toronto, que acontecerão em 16 municípios espalhados pela província de Ontario (Toronto sendo um deles), foram criadas 4 cidades satélites para acomodação, com o intuito de aproximar uma região da outra.

- Teremos 4 vilas de acomodação satélites, que irão beneficiar atletas, treinadores e membros participantes dos eventos, caso eles estejam competindo em áreas afastadas da nossa rede dos Jogos - completou Rafi.