icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
12:17

A decisão da Comissão Atlética de Nevada de banir o uso do TRT afetou diversos lutadores, mas o nome mais relacionado à polêmica foi o de Vitor Belfort. Mas, na última terça-feira, o lutador ganhou apoio de seu companheiro de treinos Rashad Evans. Na opinião do americano, o brasileiro não precisa da terapia de reposição hormonal para ter grandes desempenhos.

- Não acho que ele (Vitor) precisa competir com TRT. Ele é um grande lutador, ótimo atleta. Vejo muitas pessoas dizendo coisas negativas sobre ele, como se não tivessem outros lutadores que também usaram e usam TRT. Não acho justo colocarem tudo na conta dele e fazer parecer que é um trapaceiro, quando na verdade, está apenas fazendo o que está dentro das regras - comentou o ex-campeão dos meio-pesados, em entrevista ao site americano "MMA Fighting".

Quanto ao futuro de Vitor Belfort na categoria dos médios, Evans espera que o brasileiro ainda tenha a chance de disputar o cinturão, quando estiver apto a lutar. Segundo o americano, as recentes exibições do "Fenômeno" não podem ser atribuídas ao TRT.

- Espero que ele receba a chance de lutar pelo título. Espero que ele tenha a chance de mostrar para as pessoas que sua sequência de vitórias não tem nada a ver com TRT. Foi apenas sua habilidade e trabalho duro - completou o atleta.

Com a saída de Vitor Belfort do UFC 173, Lyoto Machida foi chamado para encarar Chris Weidman. O "Fenômeno" chegou a postar no Facebook que enfrentaria o vencedor de Weidman x Machida, mas ainda não há nenhuma posição oficial da organização quanto ao próximo compromisso de Belfort pelo Ultimate.