icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
10/02/2015
14:56

O forte início de temporada da Chapecoense trouxe alguns problemas para o técnico Vinicius Eutrópio. O maior deles é a escalação do time titular, que tem apresentado boas atuações, e conciliar com os reforços que ainda não estrearam, como Richarlyson.

Para Eutrópio, a concorrência no time é saudável, mas reafirma sua proposta de que nenhum jogador é titular absoluto sob seu comando.

- O nosso time sabe muito bem que ninguém tem cadeira cativa. Eles sabem disso porque nosso grupo é muito equilibrado e tem bons jogadores. Essa concorrência é saudável. Mas em primeiro lugar é a equipe e a Chapecoense, depois os critérios individuais.

Nesta quinta-feira, a Chapecoense enfrentará o Avaí, e Vinicius Eutrópio pretende repetir a escalação do último jogo, quando o Verdão venceu o Criciúma por 2 a 0. A única dúvida para o jogo é a presença do zagueiro Douglas Grolli, que negocia com o Cruzeiro e pode deixar o clube antes do confronto.

- Pretendo manter a mesma equipe. Será um jogo muito difícil, com campo maior e jogadores com nível de Série A. Espero manter o Grolli até quinta-feira para termos tempo para inserir uma nova peça apenas para o Figueirense.

Chapecoense e Avaí se enfrentam nesta quinta-feira, às 20h30 da noite, na Ressacada, em duelo válido pela quarta rodada do Catarinense.