icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2013
19:35

Após o jogo contra o Newcastle, o técnico José Mourinho disse que havia escolhido "11 jogadores errados" e que iria dar uma chacoalhada no time titular. Pelo jeito, as mudanças deram certo. Com um time quase que totalmente diferente da última derrota, o Chelsea dominou e venceu o Schalke 04 por 3 a 0, nesta quarta-feira, encaminhando a classificação do atual campeão da Liga Europa para as oitavas de final da Liga dos Campeões.

Os destaques do jogo ficam por conta da dupla ex-Anzhi. Eto'o e Willian infernizaram a defesa dos alemães. O camaronês marcou dois gols e o brasileiro deu passe para um deles, além de ser um dos destaques individiuais dos Blues, mostando que Luiz Felipe Scolari acertou ao convocá-lo para a Seleção Brasileira.

O JOGO

O Schalke 04 surpreendeu no início do jogo, pressionando o Chelsea e levando vantagem total sobre a falta de entrosamento entre os jogadores do time da casa. Draxler e Szalai tiveram duas ótimas chances logo nos primeiros 10 minutos. Depois, porém, Oscar e Willian entraram no jogo e, principalmente o camisa 11, infernizou o lado esquerdo da defesa alemã, sempre em conjunto com Ivanovic. Schürrle, pela esquerda, também aparecia bem e, apesar de os Blues já estarem merecendo o gol, ele veio da forma mais inusitada possível.

Eto'o, sempre ele, ficou espiando Hildebrand com a bola nos pés. Quando o goleiro do Schalke se afastou para dar um bico, ele se aproximou. A bola bateu em seus pés e entrou. O bizarro gol foi mais um para a lista do camaronês no Chelsea. Para marcar o seu primeiro com os Blues, o camisa 29 também contou com a malandragem. Contra o Cardiff pela Premier League, ele esperou o goleiro quicar a bola para dar um toque e abrir sua contagem pessoal no novo clube.

WILLIAN APARECE

Na segunda etapa, o Chelsea voltou disposto a matar o jogo. Prova disso foi o protagonismo maior dado a Willian. O camisa 22 deixou os flancos e começou a operar mais no centro. Foi assim que ele achou Eto'o com passe milimétrico após linda jogada individual. O camaronês desta vez fez um gol "normal", recebendo do ex-companheiro de Anzhi e deslocando Hildebrand com belo chute. Willian continuou infernizando a defesa adversária. Depois de achar Eto'o sozinho, ele fez ótima inversão de jogo para Schürrle, sozinho, obrigar o goleiro do Schalke a (finalmente) fazer uma boa defesa.

O que já era ruim ficou ainda pior para os visitantes. O talentoso Draxler, principal jogador disparado do Schalke, se machucou e saiu. Boateng, outro grande jogador dos alemães, apareceu pouco e foi uma decepção. Com o resultado encaminhado, o Chelsea se retraiu e se permitiu um período jogando nos contra-ataques. Mesmo neste cenário, Willian, pela direita de novo, foi perigoso, assim como Oscar. 

Com o jogo controlado, Mourinho fez algumas experiências, voltando a dar tempo em campo para De Bruyne e Demba Ba, e o senegalês também colocou uma dúvida na cabeça do português com um golaço de voleio para fechar o placar. Mais um ponto positivo em uma noite totalmente azul. Azul de Chelsea.


FICHA TÉCNICA
CHELSEA 3x0 SCHALKE 04

Local: Stamford Bridge, Londres (ING)
Data-Hora: 06/11/2013 – 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Svein Moen (NOR)
Cartões amarelos:  Draxler, Jones (S04)
Cartões vermelhos: -
Gols: Eto'o (29' do 1º tempo e 8' da 2ª etapa), Demba Ba (37' do 2º tempo)

CHELSEA: Cech, Ivanovic, Cahill, Terry e Azpilicueta; Mikel, Ramires e Oscar (Lampard - 36' da segunda etapa); Willian, Schürrle (De Bruyne - 33' do segundo tempo) e Eto'o (Ba - 32' da segunda etapa) – Técnico: José Mourinho.
SCHALKE 04: Hildebrand, Uchida, Howedes, Matip e Aogo; Neustädter, Jones, Fuchs (Meyer - 20' da segunda etapa), Draxler (Clemens - 15' do segundo tempo) e Boateng (Kolasinac - 32' do segundo tempo); Szalai – Técnico: Jens Keller.