icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/11/2013
19:13

O atacante Eto'o criou uma situação desconfortável durante entrevista coletiva, nesta quinta-feira. Ao lado do treinador de Camarões, Volker Finke, o astro do Chelsea abriu o jogo e revelou as razões pelas quais ele jogou no meio de campo durante a partida contra a Tunísia, no jogo de ida do mata-mata final das Eliminatórias Africanas da Copa do Mundo de 2014, no último dia 13 de outubro, em Tunis.

- Meus companheiros decidiram não passar a bola para mim, por isso, tendo essa informação, resolvi jogar no meio de campo para buscar o jogo - revelou o atacante.

Na hora, Finke, surpreso com as palavras do atacante, precisou intervir.

E MAIS

HOME: Veja as últimas notícias do futebol internacional
Técnico da Suécia: 'Portugal não é apenas CR7'

- Não vi isso. Nenhum jogador se recusou a passar a bola a Eto'o ou a qualquer outro companheiro. Pode haver animosidade no grupo, mas nunca houve um pacto de não tocar para ele.

Eto'o já havia se desligado oficialmente da seleção camaronesa, quando, a pedido do presidente do país, Paul Biya, voltou atrás e anunciou a volta para os dois jogos finais do mata-mata.

Camarões e Tunísia empataram em 0 a 0 na partida de ida. A volta está marcada para o próximo domingo, às 12h (horário de Brasília). O time do jogador do Chelsea precisa de uma simples vitória para se garantir na Copa do Mundo. Igualdade com gols classifica os visitantes.