icons.title signature.placeholder Matheus Babo
icons.title signature.placeholder Matheus Babo
31/07/2013
21:33

No primeiro jogo de Vanderlei Luxemburgo, o Fluminense venceu o Cruzeiro por 1 a 0 nesta quarta-feira, no Maracanã, e, enfim, terminou com uma série de cinco derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor carioca saiu da zona de rebaixamento e o Cruzeiro perdeu a liderança para o Coritiba, que venceu a Ponta Preta por 5 a 3.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Fluminense vai até São Paulo encarar a Ponte Preta, neste domingo, no Moisés Lucarelli, às 16h. Já o Cruzeiro recebe o Coritiba, sábado, no Mineirão, às 18h30.


PRIMEIRO TEMPO

Jogando em casa, o Fluminense tentou tomar a iniciativa e ficou mais com a bola no início do jogo. Mas não demorou para o Cruzeiro passar a dominar as ações do jogo. Nos 25 primeiros minutos, o time mineiro chegou mais ao ataque e levou perigo ao gol de Diego Cavalieri algumas vezes.

Aos 28 minutos, a primeira grande oportunidade da partida. Mayke cruzou da direita, Vinícius Araújo se antecipou a zaga, tocou de perna esquerda e acertou o pé da trave. O estreante Vanderlei Luxemburgo tentava animar seu time, mas não via muitas alternativas.

Aos 37, Luxa teve seu primeiro problema. O meia Deco sentiu dores musculares e foi substituído por Felipe. A mudança animou o time, que viveu seu melhor momento no jogo. No fim da primeira etapa, a grande chance de abrir o placar. Wágner sofreu pênalti duvidoso de Mayke. Fred cobrou, mas Fábio defendeu, no rebote, nova chance e mais uma defesa do goleiro celeste.


Fred cobra pênalti, mas Fabio salva o Cruzeiro (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou movimentado. As duas equipes queriam a vitória e tentaram o ataque com mais frequência. O jogo ficou aberto e as oportunidades apareceram. O Fluminense chegou algumas vezes, principalmente com Rafael Sobis, que era o jogador mais ativo do ataque.

A partida seguia muito pegada, mas com os dois times errando muito e ameaçando poucas vezes. Para dar mais movimentação a sua equipe, Luxa promoveu as entradas dos garotos Kenedy no lugar de Wágner e Igor Julião na vaga de Diguinho.

Aos 32 minutos a estrela do novo treinador Vanderlei Luxemburgo brilhou. Felipe (que entrou no lugar de Deco) achou Carlinhos livre na esquerda, ele cruzou para o jovem Kenedy, que errou o voleio, mas achou Fred, livre, que só teve o trabalho de empurrar de cabeça para o fundo das redes.


Fred cabeceia sozinho para marcar o gol da vitória tricolor (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Após o gol, o Cruzeiro foi para cima e buscou o empate de todas as formas, enquanto o Fluminense tentava explorar os contra-ataques com os meninos Kenedy e Igor Julião. A melhor chance da equipe mineira foi com Bruno Rodrigo depois de um escanteio, mas a bola passou raspando a trave. No fim, vitória e alívio para torcida tricolor.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 0 CRUZEIRO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 31/7/2013 - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e João Patrício de Araújo
Renda e público: 18.042 presentes/ R$ 397.505,00
Cartões amarelos: Wágner e Diguinho (FLU); Mayke e Dedé (CRU)
Cartões vermelhos: -

Gols: Fred 32"/2ºT (1-0)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jean, Gum e Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Igor Julião, 21'/2ºT), Wágner (Kenedy, 28'/2ºT) e Deco (Felipe, 37'/1ºT); Rafael Sobis e Fred - Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Nilton, Souza, Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro; Vinícius Araújo (Lucca, 29'/2ºT) e Luan (William, 17'/2ºT) - Técnico: Marcelo Oliveira

No primeiro jogo de Vanderlei Luxemburgo, o Fluminense venceu o Cruzeiro por 1 a 0 nesta quarta-feira, no Maracanã, e, enfim, terminou com uma série de cinco derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor carioca saiu da zona de rebaixamento e o Cruzeiro perdeu a liderança para o Coritiba, que venceu a Ponta Preta por 5 a 3.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Fluminense vai até São Paulo encarar a Ponte Preta, neste domingo, no Moisés Lucarelli, às 16h. Já o Cruzeiro recebe o Coritiba, sábado, no Mineirão, às 18h30.


PRIMEIRO TEMPO

Jogando em casa, o Fluminense tentou tomar a iniciativa e ficou mais com a bola no início do jogo. Mas não demorou para o Cruzeiro passar a dominar as ações do jogo. Nos 25 primeiros minutos, o time mineiro chegou mais ao ataque e levou perigo ao gol de Diego Cavalieri algumas vezes.

Aos 28 minutos, a primeira grande oportunidade da partida. Mayke cruzou da direita, Vinícius Araújo se antecipou a zaga, tocou de perna esquerda e acertou o pé da trave. O estreante Vanderlei Luxemburgo tentava animar seu time, mas não via muitas alternativas.

Aos 37, Luxa teve seu primeiro problema. O meia Deco sentiu dores musculares e foi substituído por Felipe. A mudança animou o time, que viveu seu melhor momento no jogo. No fim da primeira etapa, a grande chance de abrir o placar. Wágner sofreu pênalti duvidoso de Mayke. Fred cobrou, mas Fábio defendeu, no rebote, nova chance e mais uma defesa do goleiro celeste.


Fred cobra pênalti, mas Fabio salva o Cruzeiro (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou movimentado. As duas equipes queriam a vitória e tentaram o ataque com mais frequência. O jogo ficou aberto e as oportunidades apareceram. O Fluminense chegou algumas vezes, principalmente com Rafael Sobis, que era o jogador mais ativo do ataque.

A partida seguia muito pegada, mas com os dois times errando muito e ameaçando poucas vezes. Para dar mais movimentação a sua equipe, Luxa promoveu as entradas dos garotos Kenedy no lugar de Wágner e Igor Julião na vaga de Diguinho.

Aos 32 minutos a estrela do novo treinador Vanderlei Luxemburgo brilhou. Felipe (que entrou no lugar de Deco) achou Carlinhos livre na esquerda, ele cruzou para o jovem Kenedy, que errou o voleio, mas achou Fred, livre, que só teve o trabalho de empurrar de cabeça para o fundo das redes.


Fred cabeceia sozinho para marcar o gol da vitória tricolor (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Após o gol, o Cruzeiro foi para cima e buscou o empate de todas as formas, enquanto o Fluminense tentava explorar os contra-ataques com os meninos Kenedy e Igor Julião. A melhor chance da equipe mineira foi com Bruno Rodrigo depois de um escanteio, mas a bola passou raspando a trave. No fim, vitória e alívio para torcida tricolor.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 0 CRUZEIRO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 31/7/2013 - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e João Patrício de Araújo
Renda e público: 18.042 presentes/ R$ 397.505,00
Cartões amarelos: Wágner e Diguinho (FLU); Mayke e Dedé (CRU)
Cartões vermelhos: -

Gols: Fred 32"/2ºT (1-0)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jean, Gum e Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Igor Julião, 21'/2ºT), Wágner (Kenedy, 28'/2ºT) e Deco (Felipe, 37'/1ºT); Rafael Sobis e Fred - Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Nilton, Souza, Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro; Vinícius Araújo (Lucca, 29'/2ºT) e Luan (William, 17'/2ºT) - Técnico: Marcelo Oliveira