icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/04/2014
18:42

Na saída de campo, o goleiro Rogério Ceni analisou o gol que sofreu de Júlio Baptista durante o empate do São Paulo por 1 a 1 com o Cruzeiro, neste domingo, em Uberlândia, pelo Campeonato Brasileiro. Aos cinco minutos do segundo tempo, o meia cruzeirense cobrou falta por cima da barreira e o camisa 1 do Tricolor somente olhou a bola entrar. O arqueiro explicou o lance.

- Além de não ter a visão, a falta é muito bem batida. Ela sobe e desce muito rápido e não dá para chegar - disse Ceni.

O capitão da equipe paulista também frisou a importância da entrada do atacante Osvaldo, no segundo tempo da partida, e reclamou da primeira etapa do São Paulo.

- Primeiro tempo muito apático, nos 15 minutos nos acertamos. Quando vínhamos bem, tomamos o gol e a entrada do Osvaldo foi boa, deu velocidade - opinou o jogador.

O Tricolor, que conseguiu o empate aos 47 minutos da etapa complementar com o zagueiro Antônio Carlos e manteve o tabu contra a equipe celeste jogando em Minas, tem agora pela frente o Coritiba, no próximo sábado, às 18h30, no Pacaembu.


Cruzeiro abre o placar, mas São Paulo busca empate no fim