icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Thiago Ferri
15/04/2014
08:52

Campeão paulista pelo Ituano, Anderson Salles ainda não sabe qual será seu futuro. O contrato com a equipe do interior se encerra no dia 30 de abril, e o destaque na campanha do Estadual já foi aprovado pela diretoria palmeirense. Sem ter falado com ninguém do Alviverde, e com pressão de seu estafe para acelerar as conversas, o zagueiro disse ser “gratificante” o interesse do clube centenário.

– Ficarei muito feliz se jogar no Palmeiras. É uma equipe grande do Brasil, que sempre briga por títulos e seria muito gratificante jogar lá, com certeza. De concreto ainda não tem nada – afirmou o jogador, em entrevista ao LANCE!Net.

Aprovado por comissão técnica e diretoria, Anderson fez parte de uma lista com ao menos oito destaques do interior – de seu time, o atacante Rafael Silva também foi elogiado no Verdão.

Em busca de outra opção para a defesa, diante das dúvidas que ainda existem sobre Victorino (sem jogar há um ano e meio), o clube entrou em contato com o estafe do jogador, mas não selou o acordo.

Com a valorização do atleta, destaque também em bolas paradas e artilheiro da equipe no torneio com seis gols, as pessoas que cuidam de sua carreira começaram a cobrar o Palmeiras a fim de que ocorra um acerto logo. Nessa segunda-feira houve uma nova conversa, informal, entre as duas partes.

Depois do destaque obtido por toda a equipe de Itu, Anderson diz saber da existência de propostas para ele, mas não conhece detalhes – nem quais as equipes interessadas.

Dentro do Palmeiras, porém, há o entendimento de que as negociações com o jogador já estão avançadas. Após vencer o Santos, domingo, o jogador chegou a confirmar a sondagem alviverde. Outras equipes de menor expressão, contudo, também analisam o defensor de 26 anos.

Em meio à comemoração da inesperada conquista do Paulista, Anderson espera resolver seu futuro ainda nesta semana. No Verdão, o técnico Gilson Kleina só tem quatro jogadores à disposição na defesa: Victorino, Lúcio, Tiago Alves e Wellington. Além deles, Marcelo Oliveira, também pode ser improvisado.

– É um bom momento. Meu empresário falou comigo e até o fim da semana tudo estará bem acertado.

CONFIRA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO COM ANDERSON SALLES:

LANCE!Net: Um membro da diretoria do Palmeiras diz que a negociação com você está avançada. É verdade?
Anderson Salles: Vi pela imprensa. Estava focado nas finais, que poderiam mudar minha vida. Isto pode me projetar a um clube melhor. Falei com meu empresário domingo, e ele falou que terá algo até o fim da semana.

Sabe quais clubes já fizeram proposta por você?
Proposta sei que teve, mas não sei se é do Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Grêmio... Meu agente deve estar conversando para fazer o que for melhor para mim.

Já caiu a ficha após o título?
Está caindo. Não temos noção do tamanho disto. Chegamos tarde em Itu, o estádio tinha muita gente, até brinquei que nunca esteve tão lotado, uma recepção muito boa.

Temeu se tornar vilão com o pênalti desperdiçado na final?
Não. Pensei no erro, claro, mas só torcia para o Vágner defender. Confiei nos meus companheiros.