icons.title signature.placeholder Pedro Leanza
02/06/2014
09:04

Nada mais justo. Em vez de protestar, a torcida do Flamengo deu a merecida importância ao desembarque do time no Rio de Janeiro: nenhuma. Penúltimo colocado no Campeonato Brasileiro, o time rubro-negro chegou ao aeroporto Santos Dumont, na manhã desta segunda-feira, sem a presença de torcedores.

Um dia após a goleada sofrida para o Cruzeiro, apenas a imprensa foi acompanhar o desembarque da equipe da Gávea. No entanto, poucos falaram porque, segundo Samir, foram proibidos pela diretoria.

- A diretoria nos proibiu de falar - disse, rapidamente, o jovem. No entanto o LANCE!Net apurou que nenhum dirigente deu esta recomendação aos jogadores, ficando a critério de cada um falar ou não no desembarque.

Fugindo à regra, Gabriel resolveu comentar o mau momento da equipe.

- Temos de ser homens para tirar o Flamengo desta situação. Vamos trabalhar para voltar mais fortes após a Copa do Mundo - salientou o meia.

Além de Gabriel e Samir, os demais jogadores que desembarcaram no Rio de Janeiro foram: César, João Paulo, Marcelo, Igor Sartori, Mattheus, Negueba, Amaral e Arthur. Além deles, o diretor de futebol Felipe Ximenes foi outro que retornou junto com a delegação.

Por estar de folga até o dia 15 de junho, parte do elenco nem voltou para o Rio de Janeiro.

Cruzeiro envolve o Flamengo e goleia por 3 a 0