icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2013
10:45

Artilheiro da Libertadores ao lado de Tardelli e Scocco (Newell's Old Boys), o atacante Jô não pensou duas vezes ao ser perguntado sobre o risco de terminar o torneio sem ser o goleador da competição. Mesmo passando em branco desde o confronto contra o São Paulo, nas oitavas de final, o camisa 7 quer ajudar o Galo a reverter o placar diante do Olimpia e comemorar o principal objetivo do time neste primeiro semestre: sagrar-se o melhor time da América do Sul.

- Estou com um pouco de ansiedade, mas não por ser artilheiro. Ser campeão vai ser muito melhor. Tenho pecado um pouco no ultimo passe, mas estou treinando bastante para quarta-feira. O principal é ser campeão - comentou o centro avante atleticano.

MAIS:
> Cuca comenta paixão e fidelidade da Massa atleticana
> Tardelli quer relembrar passado de glórias no Mineirão

Assim como todo o grupo alvinegro, Jô tem acompanhado a saga do torcedor atleticano na busca por ingressos, a paixão demonstrada nas arquibancadas, e a fidelidade e confiança no título continental. Para Jô, o título na quarta-feira será o mínimo que os jogadores poderão fazer como forma a agradecer tamanho apoio.

- Aonde vou, seja no supermercado ou no restaurante, sempre tem um apoio. Durante toda a Libertadores, sempre foi assim, eles sempre apoiam. Vejo o sofrimento do torcedor, sem dormir a vários dias, eles sofrem conosco a cada partida, jogam junto. Então, pode ter certeza que vamos correr muito para dar esse título a eles - concluiu o jogador.

Artilheiro da Libertadores ao lado de Tardelli e Scocco (Newell's Old Boys), o atacante Jô não pensou duas vezes ao ser perguntado sobre o risco de terminar o torneio sem ser o goleador da competição. Mesmo passando em branco desde o confronto contra o São Paulo, nas oitavas de final, o camisa 7 quer ajudar o Galo a reverter o placar diante do Olimpia e comemorar o principal objetivo do time neste primeiro semestre: sagrar-se o melhor time da América do Sul.

- Estou com um pouco de ansiedade, mas não por ser artilheiro. Ser campeão vai ser muito melhor. Tenho pecado um pouco no ultimo passe, mas estou treinando bastante para quarta-feira. O principal é ser campeão - comentou o centro avante atleticano.

MAIS:
> Cuca comenta paixão e fidelidade da Massa atleticana
> Tardelli quer relembrar passado de glórias no Mineirão

Assim como todo o grupo alvinegro, Jô tem acompanhado a saga do torcedor atleticano na busca por ingressos, a paixão demonstrada nas arquibancadas, e a fidelidade e confiança no título continental. Para Jô, o título na quarta-feira será o mínimo que os jogadores poderão fazer como forma a agradecer tamanho apoio.

- Aonde vou, seja no supermercado ou no restaurante, sempre tem um apoio. Durante toda a Libertadores, sempre foi assim, eles sempre apoiam. Vejo o sofrimento do torcedor, sem dormir a vários dias, eles sofrem conosco a cada partida, jogam junto. Então, pode ter certeza que vamos correr muito para dar esse título a eles - concluiu o jogador.