icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/12/2013
12:26

Mesmo antes da conquista da Copa do Brasil, a diretoria do Flamengo já via a necessidade de reforçar o elenco para 2014. Agora, com a vaga assegurada para a Libertadores, o planejamento, que já tinha sido previamente traçado, deve ser reformulado. Com mais dinheiro em caixa, o técnico Jayme de Almeida acredita que terá um time bem mais forte no ano que vem. Contudo, o treinador garante que quem chegar para reforçar o time terá de se adequar.

Sereno e bem tranquilo, o treinador preza o espírito de grupo e diz que os reforços que chegarem deverão enquadra-se ao esquema, que vem dando resultado ao Flamengo

- Há algumas semanas começamos a conversar sobre 2014 mas ainda não tínhamos a definição da Libertadores, mas mesmo assim já tínhamos alumas posições que poderiam ser reforçadas. Agora os nomes podem ser diferentes pois entra mais dinheiro. Lidar com jogadores famosos não muda nada para mim. Não tenho preocupação quanto a isso, trato da mesma forma uma estrela ou um atleta da base. Todo o grupo que quer crescer precisa de alguma qualificadação e a ideia da diretoria é essa. Penso que os atletas que vierem tem de se enquadrar nesse esquema que deu certo no Flamengo - disse o trenador, à Rádio CBN.

Apesar da derrota por 4 a 2, diante do Vitória, na tarde de domingo no Barradão, o treinador e a comissão técnica aproveitaram a partida para avaliar o desempenho de alguns jogadores.

- Vi muita coisa, a comissão técnica também acompanhou muita coisa para o ano que vem que vamos precisar ou não. Colocamos muita gente para jogar e assim fica mais fácil para sabermos quem precisamos ou não para a próxima temporada - Jayme.

Jayme ainda não garantiu permanência no comando do clube para a próxima temporada, mas garante que o único problema para isso foi a falta de tempo, mas que está pronto para o desafio.

- O problema não é indefinição. O Flamengo tinha problemas seríssimos para resolver e o foco voltou-se todo para a Copa do Brasil e na semana anterior teve o jogo com o Corinthians, com isso foram duas decisões seguidas, festejamos um pouco, o jogo de hoje (domingo) e semana que vem, com calma vamos ter tempo para sentar e conversar. Gosto de trabalhar em um ambiente saudável e aqui está sendo muito bom. Se chegarmos a um acordo, espro que a gente chegue, e estou pronto para enfrentar esse desafio - complementou.