icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2013
16:40

O LANCE!Net ouviu alguns especialistas em automobilismo para comentar a ida de Felipe Massa para a Williams. A equipe anunciou que o brasileiro será um dos pilotos na próxima temporada, ao lado do finlandês Valtteri Bottas.

Confira a opinião dos especialistas:

Luis Fernando Ramos - Correspondente do LANCE! na Fórmula 1

"É uma parceria boa para os dois lados. A Williams se livra do errático Pastor Maldonado. Uma dupla de pilotos que junta a experiência e a velocidade de Felipe Massa com o potencial e a velocidade de Valtteri Bottas é uma ótima combinação para o time iniciar esta nova era técnica da Fórmula 1. Para o brasileiro, é a chance de voltar a liderar uma equipe e de iniciar um novo capítulo na carreira. Massa nunca correu numa equipe inglesa nem nas categorias de base e chega na Williams com o papel de ser o ponto de ligação entre a pilotagem e a performance do carro da equipe. É ele quem será o responsável por dar as informações para o trabalho dos engenheiros liderados por Pat Symonds. A incógnita da equação é o carro da Williams. No momento, só sabemos que o time fará a mudança para os motores Mercedes no ano que vem, que é a unidade sobre a qual se colocam as maiores expectativas para esta fase inicial dos V6"

Reginaldo Leme - Comentarista da TV Globo

"Diante das mudanças radicais que a F1 sofrerá em 2014, é de se esperar que as equipes com boa estrutura tenham melhores condições de fazer um carro vencedor. Claro que Red Bull, Ferrari, Mercedes e McLaren tendem a sair na frente pelo staff técnico (engenheiros) que têm, mas a Williams já foi grande o suficiente para voltar a ter seus bons tempos na F1. Não sei quantas opções ele teve, mas entre Sauber, Force India e Lotus, a escolha da Williams tende a ser a mais certa"

Lito Cavalcanti - Comentarista do SporTV

"É difícil falar alguma coisa nesse primeiro momento. Não sabemos como vai estar a equipe na próxima temporada. Se o Massa assinou contrato com eles, é porque ele sabe de algum detalhe importate que nós não sabemos. A Williams não está forte agora, mas com o novo engenheiro (Pat Symonds), eles podem sonhar em ser a equipe de antigamente, que tanto venceu na Fórmula 1. A Williams tem tradição, bons funcionários e fortes recursos. Se tiverem método, vão longe"