icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
14/04/2014
14:08

Chapéu, caneta, corte... O repertório de dribles de Éverton Ribeiro é infinito. Destaque do Cruzeiro na conquista do Campeonato Mineiro, o meia-atacante fez 19 vítimas no decorrer do torneio. Entre as inesquecíveis fintas do craque está o chapéu aplicado em Diego Tardelli, do Atlético-MG, no Estádio Independência.

A naturalidade com que passa por seus marcadores impressiona. O jogador, no entanto, garante que esta é uma virtude que o acompanha desde as categorias de base do Corinthians, quando ainda exercia a função de lateral-esquerdo.

– É uma característica minha buscar o drible nas partidas, para tentar uma jogada diferente e que possa ajudar a equipe. Sempre foi assim desde a base e, no Cruzeiro, não é diferente. Bom que tem dado certo e terminei como o maior driblador do Mineiro – disse.

A declaração de Éverton Ribeiro pode ser comprovada pelos números da edição passada do Campeonato Brasileiro. Ele também alcançou o rótulo de melhor driblador, ao aplicar 92 fintas em seus marcadores.

O memorável gol diante do Flamengo, pela Copa do Brasil, quando dá um chapéu em Luiz Antônio e afunda a meta de Felipe é outro aspecto que reforça a fama do craque. A pintura lhe rendeu, inclusive, uma placa no Mineirão.

Principais dribladores do Estadual:
Everton Ribeiro – 19
Fernandinho – 19
Diego Tardelli – 18
Marion – 15
Marlone – 14
Ricardo Goulart – 13
*Números do Footstats