icons.title signature.placeholder Valdomiro Neto
11/06/2014
19:22


Começou nesta quarta-feira, em Porto Alegre, a exposição The Beautiful Game: O Reino da Camisa Canarinho. A principal atração são os originais dos esboços da camisa amarela que venceram concurso em dezembro de 1953. Feitos pelo jornalista e desenhista Aldyr Garcia Schlee, eles serviram de base para o uniforme que passou a ser utilizado pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1954. São três molduras com os desenhos, além de matérias de jornais da época que tratavam do assunto, um vídeo demonstrativo e outras obras do artista. 

A mostra, que está no Museu dos Direitos Humanos do Mercosul, na praça da Alfândega, no centro da cidade, tem entrada gratuita. Conjunto de quadros e obras de arte plástica preenchem o primeiro andar do prédio. 

Outro desenho exposto no memorial (FOTO: Valdomiro Neto)

À época, Schlee disputou com mais de 300 desenhistas em concurso promovido pelo jornal Correio da Manhã e a antiga Confederação Brasileira de Desportos (CBD). Até 1950, quando o Brasil foi surpreendido e perdeu para o Uruguai na final da Copa do Mundo, a Seleção jogava com a camisa branca, extinta depois. 

- Eu preferi a camisa amarela em tons de verde porque são as cores que mais representam nossa nacionalidade. Não tinha expectativa de ganhar o concurso, era gente demais - declarou Schlee, que também tem seu retrato exposto no memorial, 

Com a camisa amarela, a Seleção foi campeã mundial em 58 e passou a ficar famosa mundo afora. De lá para cá, são cinco troféus da Copa do Mundo e com ela tentarám a partir desta quinta-feira, exorcizar o fantasma de 50 e levar a taça em casa.