icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2014
00:40

Erros da arbitragem e do setor defensivo fizeram com que o São Paulo saísse com prejuízo da Colômbia na semifinal da Copa Sul-Americana. Além da revolta com duas marcações incorretas e decisivas do uruguaio Daniel Fedorczuk, os atletas do Tricolor ainda tiveram de engolir vacilo de Rogério Ceni e Edson Silva em lance que originou o único gol da derrota por 1 a 0 para o Atlético Nacional (COL), nesta quarta-feira.

O primeiro erro foi do juiz. Após lindo passe de Paulo Henrique Ganso, Alan Kardec colocou na frente e tentou sair do goleiro Armani, mas acabou levando entrada violenta. Fedorczuk não só não mostrou cartão para o arqueiro como apontou apenas tiro de meta no lance. Pouco depois, o atacante são-paulino teve de ser substituído devido a lesão no tornozelo direito.

- Tivemos duas chances de gol no jogo. Uma com o Kaká e outra com o Kardec. Ali, se o juiz expulsa o goleiro, o jogo era outro - reclamou Ganso.

- Foi uma entrada criminosa e ele não deu nem falta. Preocupa, mas ainda não podemos falar se tem coisa grave. Precisamos de exames, mas preocupa muito. Tomara que não seja nada grave, estava muito inchado - bradou Muricy Ramalho.

Depois, o árbitro "trabalhou" em conjunto com a zaga tricolor. Kaká tentou passe de letra, foi bloqueado e a bola saiu pela lateral ainda no meio de campo. O problema é que o uruguaio assinalou o arremesso para o Atlético e a jogada terminou em trapalhada de Rogério e Edson Silva. Copete desviou, o zagueiro esperou o Mito, que esperou o companheiro. Ruiz aproveitou a indecisão e fez.

- Todo mundo viu que o lateral era nosso. Aí eu e o Rogério ficamos indecisos, mas erros acontecem - lamentou Edson Silva.

- O árbitro inverteu o lateral, mas foi uma pena o primeiro gol. Achei que o Edson ia na bola e segurei. Ele achou que eu ia na bola e segurou. Único erro que cometemos - desabafou Ceni.

Já o zagueiro Rafael Toloi não quis atribuir apenas ao árbitro ou à defesa o tropeço desta quarta-feira no estádio Atanasio Girardot, em Medellín. Para o beque, faltou mais capricho nos passes, mas nada que o Tricolor não possa corrigir e reverter daqui a uma semana no Morumbi.

- O juiz inverteu três ou quatro laterais claros para nós e em um deles foi gol. Mas se a gente tivesse trabalhado a bola um pouquinho melhor, talvez tivesse saído com resultado melhor. Agora, é dentro da nossa casa e com o apoio da torcida para reverter isso - projetou.