icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Luiz Signor
10/02/2015
09:54

Ele foi eleito a revelação do último Campeonato Brasileiro graças a 12 gols e boas atuações com a camisa do Goiás. Erik deixou a condição de aposta, passou a ser realidade, ganhou os holofotes aos 20 anos de idade e não tinha o desejo de iniciar a atual temporada no Esmeraldino, clube que defende desde os 11 anos. Mas tudo mudou. Satisfeito por seguir em Goiânia após ser valorizado, ele desencantou na temporada diante do Atlético-GO, no último domingo.

Eram nove jogos sem vitórias do Esmeraldino contra o Dragão – oito empates e uma derrota – até Erik marcar seus primeiros gols em 2015 e garantir o triunfo esmeraldino por 2 a 1 no Serra Dourada. Triunfo que ratificou a satisfação do atacante em ter permanecido no Goiás, assim como destacou Sérgio Rassi, presidente do clube.

– Essa insatisfação, vontade de sair, do Erik mudou. Houve uma conversa, um aumento salarial de mais de 100%. Ele vai aguardar um outro momento para sair, sem agonia. Ele está feliz – disse, ao L!NET.

O Goiás negociou o volante/meia Thiago Mendes com o São Paulo, o volante Amaral com o Palmeiras e não conseguiu manter o zagueiro Jackson, por exemplo. Mas jogadores como Renan, David e Erik ficaram. E manter o último para a sequência do ano é o desejo da diretoria. Mas, caso uma proposta venha e seja boa para clube e jogador, será difícil impedir que a carreira do jovem de Novo Repartimento, no Pará, tenha sequência em outro clube.

– Mas é claro que se vier uma proposta boa para os dois lados, isso vai ser analisado. Ele é um jogador de 20 anos, tem personalidade e amadureceu muito. Gostaríamos de preservá-lo para a disputa do Campeonato Brasileiro. Mas, repito, não podemos impedir que ele saia se vier uma proposta boa para os dois lados – completou o mandatário do Goiás.