icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
25/08/2015
11:54

A morte do piloto Justin Wilson, da Fórmula Indy, na última segunda-feira, balançou o automobilismo mundial. As equipes Toro Rosso e Red Bull, da Fórmula 1, antigas Minardi e Jaguar, respectivamente, em que o britânico fez parte ainda em 2003, lamentaram o ocorrido e homenagearam o esportista.

- Nós o conhecíamos tão bem desde 2003... Justin Wilson, sua falta será sentida. Todos os nossos pensamentos estão com sua família - disse a Toro Rosso, acompanhada da Red Bull:

-  Uma perda trágica. Todos no time mandam as mais profundas condolências à família de Justin e aos amigos neste momento - relatou os austríacos.

Wilson morreu um dia depois de se envolver em um grave acidente na etapa de das 500 milhas de Pocono, no último domingo. O piloto que tinha 37 anos e corria pela Andretti, foi atingido por um destroço do carro de Sage Karam, que havia sofrido uma colisão. O objeto atingiu a cabeça do britânico e o fez entrar em coma.


Franz Tost, chefe do atual time da Toro Rosso, por meio de um comunicado, reverenciou o talentoso piloto, e não escondeu sua tristeza pelo acontecimento trágico.

“A carreira do inglês na F1 começou em 2003 aqui em Faenza, com a equipe Minardi. Portanto, muitos dos membros da nossa Scuderia Toro Rosso trabalharam com Justin na época, e lembro dele como uma pessoa gentil e amigável, um talentoso e verdadeiro competidor. É um dia muito triste. Em nome de toda a equipe, ofereço as nossas mais sinceras condolências à sua família e amigos neste momento difícil”, afirmou o dirigente austríaco.

 

 

A morte do piloto Justin Wilson, da Fórmula Indy, na última segunda-feira, balançou o automobilismo mundial. As equipes Toro Rosso e Red Bull, da Fórmula 1, antigas Minardi e Jaguar, respectivamente, em que o britânico fez parte ainda em 2003, lamentaram o ocorrido e homenagearam o esportista.

- Nós o conhecíamos tão bem desde 2003... Justin Wilson, sua falta será sentida. Todos os nossos pensamentos estão com sua família - disse a Toro Rosso, acompanhada da Red Bull:

-  Uma perda trágica. Todos no time mandam as mais profundas condolências à família de Justin e aos amigos neste momento - relatou os austríacos.

Wilson morreu um dia depois de se envolver em um grave acidente na etapa de das 500 milhas de Pocono, no último domingo. O piloto que tinha 37 anos e corria pela Andretti, foi atingido por um destroço do carro de Sage Karam, que havia sofrido uma colisão. O objeto atingiu a cabeça do britânico e o fez entrar em coma.


Franz Tost, chefe do atual time da Toro Rosso, por meio de um comunicado, reverenciou o talentoso piloto, e não escondeu sua tristeza pelo acontecimento trágico.

“A carreira do inglês na F1 começou em 2003 aqui em Faenza, com a equipe Minardi. Portanto, muitos dos membros da nossa Scuderia Toro Rosso trabalharam com Justin na época, e lembro dele como uma pessoa gentil e amigável, um talentoso e verdadeiro competidor. É um dia muito triste. Em nome de toda a equipe, ofereço as nossas mais sinceras condolências à sua família e amigos neste momento difícil”, afirmou o dirigente austríaco.