icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/06/2014
20:01

França e Equador fazem sua última participação na fase de grupos da Copa do Mundo. O duelo decisivo ocorre no Maracanã às 17h. O grupo E está totalmente em aberto, mas para os franceses basta um empate para garantir a classificação, enquanto os equatorianos torcem por uma derrota da Suíça para facilitar sua missão.

Os azuis estão em primeiro, com seis pontos, e só perdem a vaga por uma catástrofe: devem perder para o Equador por quatro gols de diferença, e os suíços têm de fazer 5 gols de diferença contra Honduras. Independente da classificação quase certa, o time entra no jogo para ganhar e manter a boa sequência. O lateral Debuchy reforçou esse compromisso.

"Precisamos evitar tirar o pé do acelerador, mesmo que não haja muito em jogo. Queremos ganhar este jogo e manter a nossa dinâmica positiva, a fim de nos prepararmos bem para o que está por vir" ressaltou o jogador, visando já as oitavas.


E MAIS:
> Cidade Maravilhosa  vai 'inspirar' os Bleus para as oitavas de final
> França e Equador não vão treinar no Maracanã para poupar gramado para jogo
> Erazo preocupado com sistema defensivo contra a França
> França respeita, mas não pensa em evitar a Argentina nas oitavas

O técnico Didier Deschamps deverá ter algumas mudanças no time que vai a campo contra o Equador. No meio-campo, Cabaye está suspenso com dois amarelos, e será substituido por Mavuba, jogador do Lille. Na zaga, Sakho saiu sentido dores no jogo contra a Suíça, e quem pode alinhar é Koscielny, bem como Mangala, possível substituto de Varane, que estava afastado por cotna de uma indisposição estomacal. Outra dúvida para Deschamps, essa nem tão ruim assim, é entre Griezman, que jogou muito bem na estréia com Honduras, e Giroud, que substitui o companheiro à altura no duelo contra os suíços, sendo autor de um dos gols e dando uma assistência. Com os dois, a França apresentou um bom jogo. Griezman joga pelos lados do ataque, enquanto Giroud é um centro-avante alto, que joga centralizado, estilos diferentes que se mostraram igualmente eficientes para os Bleus.

Tricolor sonha com vaga nas oitavas

Para o Equador, que tenta igualar a sua participação na Copa de 2006, quando chegou até as oitavas, o jogo é uma decisão. Embora a classificação seja possível mesmo em caso de derrota, eles dependeriam de uma vitória de Honduras sobre a Suíça. Já se vencerem a França, obrigariam o concorrente a ter um placar elástico contra os hondurenhos. A esperança de gols tricolor é o jovem atacante Enner Valencia, autor dos três marcados peleos equatorianso até aqui. Ele demonstrou preocupação com o adversário.

"Eles serão um adversário muito difícil, nós sabemos dos pontos fortes da França. Vamos ter que tomar cuidado se quisermos atacá-los", disse o artilheiro.

Ficha Técnica:

Equador X França

Local: Maracanã - Rio de Janeiro(RJ)
Data-hora: 25/06/2014 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Noumandiez Doue (Costa do Marfim)
Assistentes: Songuifolo Yeo(Costa do Marfim) e Jean Claude Birumushahu (Burundi)

Equador: Dominguez; Paredes, Guagua, Erazo e Ayoví; Minda(Gruezo), Noboa, A. Valencia e Montero; E. Valencia e Caicedo
Técnico: Reinaldo Rueda

França: Lloris; Debuchy, Varane(Mangala), Sakho(Koscielny) e Evra; Mavuba, Sissoko(Pogba) e Matuidi; Valbuena, Benzema e Giroud(Griezman)
Técnico: Didier Deschamps