icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
13:54

As fortes chuvas que assolam a cidade do Rio de Janeiro desde a noite de terça-feira tiveram reflexos também no entorno do Maracanã, que está alagado nesta quarta. As cenas repetem em parte o que ocorreu em março, quando o campo do estádio e a cobertura ficaram cheios de água, também após uma forte chuva, antes mesmo da conclusão das obras do estádio. De terça até esta quarta, já choveu na cidade o previsto para todo o mês de dezembro.

O Maracanã fica em uma área de mangue e é circundado pelo rio de mesmo nome, área frequente de inundação na cidade. A prefeitura está construindo um "piscinão" na Praça da Bandeira, distante cerca de 3 km do Maracanã, para escoar as águas da chuva na região. Entretanto, a obra não ficará pronta a tempo da Copa do Mundo e só deve ser concluída no fim de 2014.

O tipo de terreno em que o Maracanã foi construído foi o motivo alegado pelo governo do Estado, que supervisionou as obras de reforma para a Copa, para não cumprir uma recomendação da Fifa, que era fazer a drenagem à vácuo do campo. O governo bancou a inviabilidade da recomendação, por causa do lençol freático que passa embaixo do terreno, o que poderia gerar comprometimento no processo.