icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
29/04/2014
15:19

Na última segunda-feira, Paulo Nobre afirmou que o São Paulo foi antiético e sorrateiro para contratar Alan Kardec, ainda vinculado ao Palmeiras. Nesta terça, Carlos Miguel Aidar defendeu o clube do Morumbi e chamou o presidente rival de juvenil. E enquanto os mandatários se atacam em pronunciamentos, Alan Kardec pai e filho tentam fugir da turbulência com pescaria no sul do Rio de Janeiro.

- Estamos tentando manter a maior distância possível disso tudo. Para se ter uma ideia, devemos ficar sem sinal de celular por um bom tempo porque estamos indo para uma pescaria. Temos que ficar distantes dessa confusao, por isso vamos pescar - declarou o pai de Kardec em entrevista ao LANCE!Net.

Antes de buscar o refúgio em dia de pescaria, porém, Alan Kardec recebeu a proposta oficial do São Paulo. O representante do jogador afirma não ter certeza se o documento foi enviado na noite da última segunda ou na manhã desta terça, mas acredita que a oficialização do acordo com o time do Morumbi deve acontecer nas próximas horas. Na pior das hipóteses, o anúncio seria feito na manhã desta quarta-feira.

- Eles fizeram a proposta e estamos analisando ainda. Ficamos de dar uma resposta hoje (terça-feira). Conforme falando desde o início, tinham outras propostas sendo analisadas e só recebemos a oficial do São Paulo agora. Eles pediram para sermos o mais breve possível e estamos nos preparando para isso - afirmou Kardec, antes de alfinetar o Palmeiras.

- Eles estão sendo ágeis, bem diferente dos dois meses com o Palmeiras, que não avançou em nada - atacou.

Se o acerto com o Tricolor está muito próximo de ser confirmado, a volta de Alan Kardec para a capital paulista ainda não tem data para acontecer. Segundo o pai do atleta, a cidade fluminense de Barra Mansa deve seguir sendo o refúgio da família até que a situação esteja totalmente tranquilizada e resolvida.