icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
26/03/2014
10:18

O entorno do Engenhão vai passar por grandes obras de urbanização até 2016. A ideia é que a reforma seja entregue antes dos Jogos Olímpicos de 2016. A licitação da reforma, hoje orçada em R$ 115,7 milhões, foi concluída neste ano, mas as obras só devem ter início no próximo mês. O secretário de Obras do Rio, Alexandre Pinto, disse, em entrevista ao LANCE!Net, que haverá muitas melhorias nos arredores do estádio, como pavimentação, a construção de uma ciclovia e ainda um projeto de paisagismo. A ideia da Prefeitura é aproveitar a área dos galpões no setor Oeste e expandir a área, que dará lugar à Praça do Trem.

– Vamos expandir aquela área, entre os setores Sul e Oeste, aumentar a segurança, a iluminação e muito mais. Teremos uma área de lazer. Faremos também a reurbanização de 30 ruas no bairro  – comentou o secretário, que citou outras mudanças no estádio, porém sem desapropriações.

– As entradas do estádio serão mais largas. Não as ruas, pois a Prefeitura não fará desapropriações naquela área - explicou.

Internamente, o Engenhão também passará por obras no próximo ano, mas para adequação para os Jogos Olímpicos de 2016. Uma das mudanças é a instalação de arquibancadas provisórias, aumentando a capacidade do estádio, de 45 mil para 60 lugares. A medida, porém, contraria à obrigatoriedade definida no dossiê de candidatura do Rio para ser a sede dos Jogos de 2016, que exigia o aumento com uma estrutura permanente.

A Empresa Olímpica Municipal informou ao LANCE!Net que a prefeitura considerou que a capacidade atual do Engenhão atende às necessidades da cidade e não seria preciso aumentar de forma permanente o número de lugares. O órgão informou também que foram realizados estudos para identificar o que seria permanente e o que seria temporário após a Olimpíada de 2016.