icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/12/2013
10:12

O grupo do Grêmio na Libertadores é considerado o "da morte". Os gaúchos dividem espaço com Newell's Old Boys, Atlético Nacional e Nacional ou Oriente Petrolero. Apesar da dificuldade prevista, o novo técnico gremista, Enderson Moreira, afirmou que os adversários é que precisam temer o clube gaúcho. E quer a torcida ajudando desde as primeiras partidas da competição continental.

- O grupo é o que o presidente falou. Se é difícil para o Grêmio, é muito difícil para os adversários. Muitos lamentaram que caíram contra a gente, pode ter certeza. Não podemos escolher adversários, queremos ser campeões da Libertadores e temos que passar por cima de dificuldades - disse o treinador.

O Tricolor não tem estreia definida na Libertadores. Pega o vencedor do confronto entre uruguaios e bolivianos. O jogo acontece no dia 13 de fevereiro, longe de Porto Alegre. O primeiro jogo dentro da Arena pela competição será no dia 25, contra os colombianos. E Enderson Moreira já aposta na torcida como um dos trunfos para a Libertadores.

- É uma torcida apaixonada e que sempre ajudou, e que cobrou muito. Contamos com isso. Vai ser importantíssimo em 2014. Que acreditem no projeto. Faz com que os jogadores se sintam mais confiantes em campo - completou Enderson.