icons.title signature.placeholder Bruno Braz e Rodrigo Ciantar
29/11/2013
16:53

Gols, artilharia do time e carinho, mas também polêmicas extracampo, críticas e um fim de ano com pouco espaço na equipe. Esta tem sido a passagem cheia de altos e baixos de André pelo Vasco. Mas antes que 2013 termine, ao que tudo indica com o atacante em baixa, seu empresário, Jean Neto, resolveu desabafar. O agente procurou a reportagem do LANCE!Net e, magoado, classificou a situação do jogador como uma "covardia".

- Respeitamos a decisão do treinador, o André sempre respeitou e não estamos reclamando dele não ir para o jogo, mas jogar todo dia algo contra o André, acho uma covardia. Todo dia tenho visto soltarem matérias sobre o André e eu tenho ficado quieto, mas tenho visto que estão querendo achar um culpado pela situação do Vasco. A passagem dele foi uma passagem boa. Não é qualquer um que faz 12 gols no Campeonato Brasileiro. Ele é o artilheiro do time - alega Jean.

O empresário, porém, admitiu que André cometeu excessos fora de campo, mas garantiu que, desde quando foi procurado pela diretoria para conversar com o atacante, o jogador mudou seu comportamento e tem demonstrado comprometimento.

- O pai e a mãe estão morando com ele há um mes e meio. Ele não tem saído, está focado, tem chegado nos horários e está se dedicando aos treinos e aos jogos. Errar todo mundo erra, todo mundo é ser humano. Quando o André errou ele foi perante ao grupo e pediu desculpa. Se fosse uma pessoa que tivesse vaidade, jamais faria isso, mas é uma coisa que não dá mais para ficar queito. Tudo é o André. Cansamos - declarou.

Por fim, Jean Neto fez um desabafo:

- Ficamos por muito tempo calados, mas se ficarmos quietos parece, para a torcida, que tudo que estão falando é verdade. É muito fácil jogar a matéria no ar e depois não aparecer ninguém para se pronunciar. Quem sou eu para falar dos problemas do Vasco, só não quero que joguem a responsabilidade das coisas em cima do André - disse.

Procurado pela reportagem do LANCE!Net, o diretor-geral do Vasco, Cristiano Koehler, comentou o assunto:

- A decisão é do treinador. Não é momento de tratar assuntos ou criar assuntos problemáticos. O foco é tirar o Vasco do rebaixamento. O treinador que está no dia a dia, no trabalho com o grupo, avaliando o empenho de cada um é que tem autonomia para tomar decisões.

André é o artilheiro do Vasco no Campeonato Brasileiro com 12 gols. O atacante teve um início empolgante no Gigante da Colina, ganhando o carinho do torcedor e até o apelido de "Bigode Grosso", por conta de sua comemorações alusivas a um funk carioca. Ao longo do tempo, porém, o jogador foi visto em baladas com frequência, o que arranhou sua imagem. Relatos dão conta de que o atleta foi cobrado pelo grupo e pela comissão técnica para ter mais comprometimento.

O atacante está emprestado pelo Atlético-MG até o fim do ano. O Galo detém 75% de seus direitos econômicos enquanto o Santos possui os outros 25%.

Neste domingo, por opção tática de Adilson Batista, ele não ficará nem no banco de reservas contra o Náutico, às 17h, no Maracanã.

Adilson prefere não polemizar sobre barração de André