icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2014
19:20

Com o custo de mais de R$ 1 bilhão, o UFC atualmente é uma das marcas mais bem-sucedidas do mundo. Porém, muitos se enganam quando acreditam que a organização comandada por Dana White só gera lucros e altas receitas. Em 2014 a história foi diferente e a franquia teve prejuízo.

Segundo a pesquisa e consultoria financeira Standard & Poors, a Zuffa, empresa proprietária do Ultimate, perdeu cerca de 40% dos seus lucros nesta temporada. Um dos motivos dessa queda seriam os cancelamentos de grandes lutas, como Chris Weidman x Vitor Belfort e Jon Jones x Daniel Cormier, além do cancelamento do UFC 176, pela lesão de José Aldo.

Outro fator negativo para a empresa é que ela pode perder espaço nos parâmetros estabelecidos pela S&P. Com os altos lucros e porcentagens absurdas, a Zuffa estava no índice BB, segunda mair, mas pode cair para BB-, se não recupere os números no início de 2015.