icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/04/2014
07:04

O Vasco fez um planejamento de pontuação para as dez primeiras rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, período que antecede o intervalo para a Copa do Mundo. Os números são tratados internamente pela comissão técnica do clube e não serão divulgados, mas uma coisa é certa: o empate com o América-MG na estreia, em casa, não estava nos planos.

A meta de pontos foi revelada pelo próprio técnico Adilson Batista, antes mesmo do tropeço com a equipe mineira. Apesar de ser interno, o objetivo mínimo dos vascaínos é terminar esta primeira parte entre os quatro primeiros.

– Já conversamos sobre o que precisamos. Porcentagem, pontuação, vitórias e o que temos que atingir. Mostrei calendário, dez primeiros jogos, viagens... Mas tudo isso é interno. Vamos nos empenhar e dedicar jogo a jogo para conseguir a pontuação – comentou Adilson.

E se pegar a média de pontuação mínima para estar no G4 até a décima rodada desde que a Série B passou a ser disputada por pontos corridos (em 2006), o Cruz-Maltino precisaria de 18 pontos. Mas, apesar do tropeço na estreia estar fora do roteiro, a situação é simples, pois ainda faltam 27 pontos para disputar. O cumprimento da meta, no entanto, vai depender do desempenho nos próximos jogos.

Na última participação na Segundona, em 2009, o Vasco fez apenas 17 pontos até a 10 rodada (veja abaixo) e estava em oitavo, mas subiu sem dificuldades. Neste ano, independentemente de meta, todos sabem da importância do acesso.

– Todo jogador sabe da importância que é estar na Série A. Mas temos que trabalhar jogo a jogo, pois só assim vamos conseguir subir – disse o lateral André Rocha.

Mas planejamento certo é o que tem vitória. Que já comece sábado contra o Luverdense (MT).