icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
12:23

Pioneiro no mundo ao ser o primeiro clube a controlar todos os direitos de televisão, o Benfica começa a fazer negócios também para transmitir jogos de outros clubes do próprio país. O Encarnado anunciou nesta sexta-feira um acordo com o Farense, clube que acabou de subir para a Segunda Divisão. E outros acordos, até na elite, podem vir.

- É possível que isso possa acontecer. Seria uma boa notícia para a "Benfica TV", que agora também passa a ser mais global. É claro que o Benfica estará sempre em primeiro lugar, mas temos a perfeita noção de que temos de chegar a um público mais vasto. Temos de fornecer conteúdo também a quem não é torcedor deste clube - disse Ricardo Palacin, diretor da emissora, ao jornal "Record".

O próximo clube que pode fechar é o Viseu, também da Segundona. Mas já há especulações de que o Estoril, que fez boa campanha na última temporada, e o Belenenses, tradicional time que voltou à elite, podem ser os próximos. No caso do Farense, o dinheiro foi fundamental.

- Confirmo a existência do acordo por três anos, independente da liga que jogarmos. Se subirmos, o acordo continua. Quando mudamos, deve ser para melhor, e a proposta foi a melhor. Este acordo ainda permite dar mais visibilidade ao Farense e à Benfica TV - disse António Barão, presidente do clube, à agência "Lusa".

Além dos jogos do Encarnado e do Benfica B, o canal passa ainda o Brasileirão, a Premier League, a Major League Soccer e o Campeonato Grego.

Pioneiro no mundo ao ser o primeiro clube a controlar todos os direitos de televisão, o Benfica começa a fazer negócios também para transmitir jogos de outros clubes do próprio país. O Encarnado anunciou nesta sexta-feira um acordo com o Farense, clube que acabou de subir para a Segunda Divisão. E outros acordos, até na elite, podem vir.

- É possível que isso possa acontecer. Seria uma boa notícia para a "Benfica TV", que agora também passa a ser mais global. É claro que o Benfica estará sempre em primeiro lugar, mas temos a perfeita noção de que temos de chegar a um público mais vasto. Temos de fornecer conteúdo também a quem não é torcedor deste clube - disse Ricardo Palacin, diretor da emissora, ao jornal "Record".

O próximo clube que pode fechar é o Viseu, também da Segundona. Mas já há especulações de que o Estoril, que fez boa campanha na última temporada, e o Belenenses, tradicional time que voltou à elite, podem ser os próximos. No caso do Farense, o dinheiro foi fundamental.

- Confirmo a existência do acordo por três anos, independente da liga que jogarmos. Se subirmos, o acordo continua. Quando mudamos, deve ser para melhor, e a proposta foi a melhor. Este acordo ainda permite dar mais visibilidade ao Farense e à Benfica TV - disse António Barão, presidente do clube, à agência "Lusa".

Além dos jogos do Encarnado e do Benfica B, o canal passa ainda o Brasileirão, a Premier League, a Major League Soccer e o Campeonato Grego.