icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/11/2013
23:00

O confronto entre Flamengo e Goiás, pelo Campeonato Brasileiro, parece ter entrado, realmente, no ritmo do sábado à noite. O primeiro tempo foi, como dizem, apenas a "pré", quando os gols ficaram no quase e a torcida não se empolgou muito. Porém, na etapa final, veio a agitação e as comemorações. Hernane, com "statis" de goleador rubro-negro, deixou sua marca. Já Rodrigo, por sua vez, agregou valor à equipe esmeraldina, evitando a derrota.

Com o resultado, o Flamengo chegou aos 45 pontos, enquanto o Goiás soma, agora, 53. O time rubro-negro encara, na próxima rodada, o São Paulo, no Morumbi. Já a equipe de Enderson Moreira terá pela frente a Ponte Preta, no Serra Dourada.

Sem o Flamengo ter o grande apoio da torcida rubro-negra, como nos últimos jogos no Maracanã, a partida começou com os visitantes animados. Logo no início, Léo Bonatini, que teve a responsabilidade de substituir o atacante Walter, fez boa jogada e carimbou a trave. Pouco depois, David, em cobrança de falta, fez o mesmo. Mas gol que era bom, nada.

Hugo, por sua vez, foi o "pitboy" da noite e perdeu a cabeça. Ainda no primeiro tempo, recebeu dois cartões amarelos, foi expulso, saiu falando em favorecimento ao Flamengo e recebeu críticas do lateral-esquerdo rubro-negro André Santos e do companheiro Rodrigo. Com um a mais, a vida do Flamengo, que até então não estava muito fácil, teve visível melhora.

Começou o segundo tempo, a "pré" ficou de lado e o jogo passou a ser à vera. Logo aos cinco minutos, Flamengo foi ao ataque e Paulinho deixou Hernane na cara do gol para, mais uma vez, o Brocador - o "Rei da área" - deixar sua marca no Maraca e chegar aos 14 gols no Brasileiro.

Alguns minutos depois, o Goiás, mais modesto, resolveu "fazer uma graça" e deixar a noite mais democrática. Depois de cobrança de falta, Rodrigo desviou de cabeça e deixou tudo igual.

O Flamengo chegou a ter boas oportunidades de sair vitorioso, mas todas foram desperdiçadas. O Goiás apostava nos contra-ataques, mas também sem sucesso. Certo mesmo é que, após o apito final, ficou a impressão de que a partida deste sábado não valeria pagar R$ 50 mil ou R$ 60 mil no camarote nem usar roupas de grife.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 1 GOIÁS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 09/11/2013 - 21h (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Adson Marcio Lopes Leal (BA)
Renda e público:  R$ 488.520,00 / 10.573 pagantes / 14.798 presentes
Cartões amarelos: Amaral, André Santos (FLA); Amaral, Hugo (GOI)
Cartões vermelhos: Hugo (GOI)
Gols: Hernane 5'/2ºT (1-0), Rodrigo 17'/2ºT (1-1),

FLAMENGO: Paulo Victor, Digão, González, Wallace e André Santos; Amaral (Diego Silva - intervalo), Luiz Antonio, Gabriel (Rafinha - intervalo), Adryan (Nixon 28'/2ºT); Paulinho e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

GOIÁS: Renan, Vitor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, David, Eduardo Sasha (Dudu Cearense 34'/2ºT) e Hugo; Renan Oliveira (Thiago Mendes 12'/2ºT) e Léo Bonatini (Wellington Jr. 18'/2ºT). Técnico: Enderson Moreira.