icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
01/06/2014
09:01

Mais do que os três pontos contra o Botafogo, mais do que a busca pela liderança do Brasileirão, que poderá acontecer com ajuda dos resultados de Cruzeiro e Fluminense, o Corinthians jogará neste domingo, a partir das 16h, na Arena, em busca da redenção com a Fiel.

Será a segunda chance de Mano Menezes & Cia. de vencer no novo estádio, palco de uma enorme frustração no último dia 18, quando a equipe jogou mal e acabou sendo derrotada pelo lanterninha Figueirense, por 1 a 0. Na ocasião, quase 40 mil torcedores foram obrigados a ver Giovanni Augusto comemorar o primeiro gol do novo estádio, que receberá a abertura da Copa do Mundo.

E há motivos suficientes para a torcida acreditar que, hoje à tarde, tudo será diferente. A começar pela parte psicológica. Na visão do comandante do Timão, a pressão para seus jogadores será bem menor após o primeiro jogo e o primeiro gol.

– A equipe está mais preparada para enfrentar com normalidade um jogo do Brasileiro na Arena – disse.

– Não tem pressão. A Arena não é o nosso problema, nós temos que saber que o campeonato é duro e que às vezes se tropeça, como foi diante do Figueirense. O futebol te ensina a ser humilde e se não vencemos é porque não fizemos bem feito o que podíamos fazer – completou o treinador.

Outro fator que jogará a favor do Corinthians diante dos cariocas é a sequência de bons resultados. A goleada sobre o Sport, por 4 a 1, fora de casa, e o triunfo sobre o líder Cruzeiro, por 1 a 0, deram moral à equipe, que será a mesma que bateu os mineiros e os pernambucanos – Walter entrou aos 9 min na Ilha do Retiro.

Há um terceiro fator que atrapalhou contra o Figueirense e a diretoria, com aval de Mano Menezes, tentou resolver. Não houve treinos na Arena durante a semana para evitar oba-oba e excessos de fotografias.

– Nós optamos por treinar no CT. Achamos que o ganho que teríamos neste momento não seria tão grande. Não queremos desconcentração na hora de se preparar para um jogo – explicou o treinador, preocupado com uma postura desconcentrada dos jogadores com o novo estádio.

– O mais importante é poder repetir a formação da equipe – finalizou o treinador, tentando minimizar.

POR QUE NÃO DEU CERTO CONTRA O FIGUEIRENSE...

Ansiedade
O primeiro jogo oficial da Arena mexeu negativamente com os jogadores do Corinthians que, desde o início, tiveram dificuldade para colocar a bola no chão. Fábio Santos, um dos mais experientes do grupo, admitiu o problema pós-jogo.

Primeiro gol
Entrar para a história como o primeiro jogador a fazer gol no estádio foi tão falado antes que atrapalhou no jogo. Em alguns lances, jogadores chutavam direto quando podiam passar a bola.

Adversário leve, leve...
Último colocado do Brasileirão, sem gols a favor na competição e com alguns desfalques. Chegar nessa situação, mas como um franco atirador, fez com que os jogadores do Figueirense atuassem de forma descontraída durante 90 min.

Esquema tático
Romarinho iniciou no banco, Luciano como titular. Jadson e Renato Augusto juntos, buscando os mesmos espaços dentro de campo. Nada deu certo diante do rival com três volantes de marcação.

...E PORQUE PODE DAR CERTO CONTRA O BOTAFOGO:

Menos ansiedade
O primeiro jogo oficial da Arena já foi. O primeiro gol oficial já saiu, dos pés de Giovanni Augusto. Durante a semana, os dois fatores foram bastante falados.

Torcida mais ambientada
Será o terceiro evento com torcedor – o segundo jogo. O corintiano, que ainda tenta se ambientar à Arena, já estará mais familiarizado com a nova casa.

Repeteco da equipe
Os mesmos jogadores que iniciaram contra Sport e Cruzeiro iniciarão contra o Botafogo. Para Mano Menezes, um entrosamento que pode fazer diferença.

Confiança lá em cima
A goleada sobre o Sport fora de casa, por 4 a 1, e o triunfo sobre o Cruzeiro, líder da competição (1 a 0), parecem ter embalado o time para a volta à Arena.

Esquema tático
Hoje time tem Romarinho para ajudar Guerrero na frente, e sem Jadson e Renato Augusto batendo cabeça.