icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
17:33

Há dez anos, Thiago Pereira fazia em Barcelona sua estreia no Mundial de Desportos Aquáticos. De lá para cá, a conquista de uma medalha na competição não passou de um sonho. Agora, porém, a história pode ser diferente. Focado e confiante, o atleta viaja nesta sexta-feira para a mesma cidade onde tudo começou. E o objetivo é um só: alcançar a conquista inédita do principal campeonato de natação da temporada.

Sob o comando de Alberto Silva, treinador da seleção brasileira, Thiago vem se preparando intensamente para fazer bonito nos 200m medley, sua prova preferida. Apesar do pouco tempo de preparação, visto que ele iniciou os treinamentos no novo clube, o Sesi-SP, apenas em abril, o nadador chega para a disputa com boas perspectivas, graças à conquista da prata na Olimpíada de Londres, no ano passado.

- Esse é um dos melhores momentos da minha carreira, e a confiança pela vitória em Barcelona é cada vez maior. A prata olímpica foi um divisor de águas. Uso isso como inspiração para novos resultados - disse.

A estreia de Thiago acontecerá na quarta-feira, justamente nos 200 m medley, mas a viagem está programada com cinco dias de antecedência para que a delegação brasileira passe por um período de aclimatação. As eliminatórias acontecerão a partir das 5h (de Brasília), enquanto as semifinais serão disputadas a partir das 13h. Na quinta, às 13h, haverá a disputa por medalha.

- Pode ser uma superstição: ganhar uma medalha do Mundial onde tudo começou. De 2003 pra cá subi ao pódio em todos os eventos de ponta da natação mundial que disputei e faço parte da maior geração de nadadores de medley da história, que inclui também Michael Phelps, Ryan Lochte e Laszlo Cshe. Só falta o Mundial e estou preparado para ganhar essa medalha - recordou.

Além dos 200m medley, Thiago Pereira está classificado para os 400 m medley, os 100 m borboleta e o revezamento 4x100 medley. De acordo com seu treinador, o foco e a evolução demonstrados pelo atleta podem ser determinantes para que ele consiga um resultado positivo.

- O Thiago está mais focado e bem condicionado para o campeonato. É difícil falar que é a sua melhor preparação na carreira, mas ele chega no mesmo patamar atingido antes dos Jogos de Londres, no ano passado. Do Maria Lenk, em abril, até agora, ele apresentou uma evolução significativa - avaliou Alberto Silva.

Os outros nadadores que irão competir ao lado de Tniago no Mundial são Cesar Cielo, Daniel Orzechowski, Felipe Lima, Fernando Ernesto Santos, Henrique Rodrigues, João de Lucca, João Luiz Gomes Junior, Leonardo de Deus, Marcelo Chierighini, Nicholas Santos, Nicolas Oliveira e Vinícius Waked.

Já no feminino, estão confirmadas as seguintes atetas: Alessandra Marchioro, Beatriz Travalon, Carolina Bilich, Daynara de Paula, Etiene Medeiros, Gracielle Herrmann, Jessica Cavalheiro, Joanna Maranhão, Larissa Oliveira e Manuella Lyrio.

Há dez anos, Thiago Pereira fazia em Barcelona sua estreia no Mundial de Desportos Aquáticos. De lá para cá, a conquista de uma medalha na competição não passou de um sonho. Agora, porém, a história pode ser diferente. Focado e confiante, o atleta viaja nesta sexta-feira para a mesma cidade onde tudo começou. E o objetivo é um só: alcançar a conquista inédita do principal campeonato de natação da temporada.

Sob o comando de Alberto Silva, treinador da seleção brasileira, Thiago vem se preparando intensamente para fazer bonito nos 200m medley, sua prova preferida. Apesar do pouco tempo de preparação, visto que ele iniciou os treinamentos no novo clube, o Sesi-SP, apenas em abril, o nadador chega para a disputa com boas perspectivas, graças à conquista da prata na Olimpíada de Londres, no ano passado.

- Esse é um dos melhores momentos da minha carreira, e a confiança pela vitória em Barcelona é cada vez maior. A prata olímpica foi um divisor de águas. Uso isso como inspiração para novos resultados - disse.

A estreia de Thiago acontecerá na quarta-feira, justamente nos 200 m medley, mas a viagem está programada com cinco dias de antecedência para que a delegação brasileira passe por um período de aclimatação. As eliminatórias acontecerão a partir das 5h (de Brasília), enquanto as semifinais serão disputadas a partir das 13h. Na quinta, às 13h, haverá a disputa por medalha.

- Pode ser uma superstição: ganhar uma medalha do Mundial onde tudo começou. De 2003 pra cá subi ao pódio em todos os eventos de ponta da natação mundial que disputei e faço parte da maior geração de nadadores de medley da história, que inclui também Michael Phelps, Ryan Lochte e Laszlo Cshe. Só falta o Mundial e estou preparado para ganhar essa medalha - recordou.

Além dos 200m medley, Thiago Pereira está classificado para os 400 m medley, os 100 m borboleta e o revezamento 4x100 medley. De acordo com seu treinador, o foco e a evolução demonstrados pelo atleta podem ser determinantes para que ele consiga um resultado positivo.

- O Thiago está mais focado e bem condicionado para o campeonato. É difícil falar que é a sua melhor preparação na carreira, mas ele chega no mesmo patamar atingido antes dos Jogos de Londres, no ano passado. Do Maria Lenk, em abril, até agora, ele apresentou uma evolução significativa - avaliou Alberto Silva.

Os outros nadadores que irão competir ao lado de Tniago no Mundial são Cesar Cielo, Daniel Orzechowski, Felipe Lima, Fernando Ernesto Santos, Henrique Rodrigues, João de Lucca, João Luiz Gomes Junior, Leonardo de Deus, Marcelo Chierighini, Nicholas Santos, Nicolas Oliveira e Vinícius Waked.

Já no feminino, estão confirmadas as seguintes atetas: Alessandra Marchioro, Beatriz Travalon, Carolina Bilich, Daynara de Paula, Etiene Medeiros, Gracielle Herrmann, Jessica Cavalheiro, Joanna Maranhão, Larissa Oliveira e Manuella Lyrio.