icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/03/2014
17:07

A demora para Emanuel Biancucchi estrear com a camisa do Bahia foi mais comentada pela torcida tricolor do que as atuações do irmão do argentino, Maxi Biancucchi. Após dois meses de espera, Emanuel fez sua estreia no dia 5 de março, durante a vitória sobre o Galícia, e foi muito aplaudido pela torcida.

Emanuel voltou a entrar em campo no último domingo, durante a vitória sobre a Jacuipense, e voltou a receber aplausos dos toorcedores tricolores, agradando-os com a qualidade dos seus passes. O argentino sabe da pressão sofrida, mas acredita que uma sequência de jogos será a solução para garantir sua posição no time titular.

- Estou tranquilo. É normal que falem de mim até porque não me conheciam jogando. Não tem pressão. Tenho minha forma de jogar, que é diferente do meu irmão, mas o torcedor aos poucos vai me observando. - afirmou o argentino, que se diz agradecido ao carinho demonstrado pelos torcedores nas últimas partidas do Bahia. - Estou muito feliz pela torcida me apoiar quando toco na bola. Isso me deixa contente.

Biancucchi treinou normalmente nesta quinta-feira (13), destacando-se entre os reservas. Além disso, ao lado de Talisca e Lincoln, aperfeiçoou cobranças de falta no treino de bolas paradas. O seu irmão, Maxi, não desceu para o gramado do Fazendão, recuperando-se de cansaço muscular com atividades na academia.

O Esquadrão volta a jogar no próximo domingo (16), quando enfrenta o Vitória da Conquista, às 16h, no estádio Lomanto Júnior. O Bahia é o líder do Grupo 3, com 11 pontos ganhos, e só precisa de mais um para se garantir nas semifinais do Baianão.