icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
27/11/2014
17:27

Agora é oficial. Como já era esperado, Rodrigo Caetano deixará o cargo de diretor executivo de futebol do Vasco após o jogo deste sábado, contra o Avaí, na Ressacada. Na tarde desta quinta-feira, o vice de futebol Ercolino de Luca, o futuro integrante da pasta, José Luis Moreira, e o próprio Caetano fizeram um pronunciamento no CFZ, para anunciar a despedida.

- Estou quebrando uma palavra de que só falaria no dia 2. Como hoje é caso excepcional, só vim aqui para dar o pronunciamento da despedida oficial do nosso querido Rodrigo (Caetano). Lamentavelmente não vai continuar conosco devido à situações que o Vasco atravessa. Esse profissional é de uma honradez exemplar. (O contrato) Terminaria dia 31 de dezembro e ele abriu mão. Aceitamos de bom grado e está se despedindo após o jogo contra o Avaí. Saiu pela porta da frente. Quem sabe um dia ele retorna - afirmou José Luis Moreira.

Rodrigo Caetano fez questão de deixar claro que não trabalhará mais no clube por uma questão financeira, e não por algum tipo de falta de afinidade com os membros da nova diretoria, que assume no próximo dia 2. Nesta manhã, o LANCE!Net detalhou a situação.

- A situação era indefinida. Mas após reuniões com a direção entendemos que seria assim. Queria agradecer ao clube, que me deu essa grande oportunidade de apresentar um pouco do meu trabalho no Rio e ao torcedor vascaíno. Não existe qualquer tipo de ser associada a falta de afinidade. Realmente é uma questão de filosofia orçamentaria do clube - destacou Caetano.

Por este motivo financeiro, todas as áreas do clube devem sofrer demissões de cargos remunerados, o que vai enxugar bastante a folha salarial para a temporada 2015. Atualmente, o clube tem mais de 500 empregados e a redução deve ser grande.