icons.title signature.placeholder Leonardo Pereira
15/11/2014
06:30

O atacante Elkeson disse ter sido pego de surpresa com o caso envolvendo a negociação dele do Botafogo para o Guangzhou Evergrande (CHN). Conforme noticiado anteriormente, os chineses pagaram pela compra dos direitos do jogador ao Glorioso, que, por sua vez, deveria ter repassado R$ 800 mil ao Vitória, clube formador do atleta.

Como o Alvinegro não transferiu esta quantia ao Rubro-Negro baiano, há o risco da Fifa interferir e punir o time carioca com a perda de seis pontos nesta edição do Campeonato Brasileiro. Na sexta-feira, porém, o Botafogo deu um importante passo para resolver a situação.

- Cheguei recentemente ao Brasil e fui pego de surpresa. Não sabia direito da situação. Já não faço mais parte do Botafogo. Quero que o torcedor saiba que não estou envolvido nisso. É uma questão do clube com o Guangzhou e o Vitória. Espero que tudo seja resolvido da melhor maneira possível - comentou o meia-atacante, que ainda acompanha o Botafogo pelo noticiário.

- Tenho acompanhado o Botafogo através da internet desde que saí. Fiquei muito feliz com o sucesso da temporada passada e com a vaga na última Libertadores, conquistada pelos jogadores e pelo professor Oswaldo de Oliveira. Infelizmente, o Botafogo perdeu o Engenhão e jogar em Volta Redonda, num campo neutro, não é a mesma coisa - comentou.

Elkeson contou ainda que mantém contato com dois jogadores do atual elenco alvinegro. Um deles é o grande ídolo atual da torcida do Glorioso.

- Tenho contato com Jefferson, inclusive, estivemos juntos quando o Brasil veio jogar na China. Também falo com o Gabriel. Foram os remanescentes da minha época - contou Elkeson, que está otimista quanto ao futuro do Alvinegro.

- Seguirei acompanhando, mesmo de longe, o Botafogo e o Vitória. Com certeza, os dois times vão superar essa situação incômoda - finalizou.