icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2014
19:11

Entre os jogos da reta final do Campeonato Brasileiro, talvez o mais complicado para o Fluminense seja o próximo. O time enfrentará o Coritiba, sábado, no Couto Pereira, às 19h30 e jogará contra a pressão da torcida e de uma equipe desesperada na luta contra o rebaixamento. De acordo com o zagueiro Elivélton, para vencer, o Tricolor deverá esquecer as adversidades e pensar apenas em jogar como está acostumado.

- Todos estão cientes de que será uma guerra. Os dois time precisam do resultado. Temos que manter tranquilidade para superar a pressão da torcida.  A ideia é praticarmos o nosso jogo. Temos de manter a posse de bola, não desesperar e saber a hora certa de agredir para conquistar a vitória - disse.

Na tarde desta quarta-feira, o técnico Cristovão Borges comandou um trabalho específico para a defesa. Elivélton falou sobre a atividade e também comentou a preparação para enfrentar o Coxa:

- Foi uma atividade focada na compactação, linhas altas, tudo o que temos praticado em nossos jogos. Sabemos que o Coritiba tem o Alex, que costuma fazer a diferença, e temos que buscar dar o mínimo espaço para ele em campo, senão ele resolve. Empate não nos basta agora. Temos que vencer para seguir nesta missão Libertadores.

Com 54 pontos, na quarta posição do Brasileirão, o Flu espera superar o Coxa para assegurar a quinta vitória consecutiva na competição e subir mais posições na luta pela classificação à Libertadores. O time titular deve ser escalado com: Diego Cavalieri; Bruno; Elivélton (Marlon), Guilherme Mattis e Carlinhos; Diguinho, Jean, Wágner e Conca; Walter (Cícero) e Fred.